Esportes

Fábio salva o Cruzeiro contra o Juventude e defende 31º pênalti pelo clube

Goleiro de tantas glórias com a camisa do Cruzeiro, Fábio foi importante mais uma vez. O camisa 1, no dia em que recebeu homenagem pelos 900 jogos pelo clube, o ídolo cruzeirense defendeu o 31º pênalti com o uniforme estrelado. E essa defesa garantiu o empate em 0 a 0 com o Juventude, ontem (16), no Mineirão, pela 16ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Logo aos seis minutos de jogo a bola bateu na mão de Rafael Luiz, após cruzamento de Renato Cajá, que jogou a bola dentro da área celeste. O juiz Dewson Freitas assinalou pênalti, cobrado pelo próprio Cajá, mas defendido por Fábio, que acertou o canto direito e impediu o gol do Juventude.

Fábio atingiu os 902 jogos pelo Cruzeiro na partida de ontem, e defendeu pela segunda vez um pênalti cobrado por Renato Cajá. A primeira vez foi em 2010, quando o meia vestia a camisa do Botafogo. Na quarta rodada do Brasileirão daquele ano, Fábio pulou no canto direito e impediu o gol de Cajá, aos 44 minutos do primeiro tempo.

O Cruzeiro venceu naquela ocasião com um gol do atacante Thiago Ribeiro.