Esportes

Em duas finais, Palmeiras chega leve para Dérbi após dois anos de pressão

Em duas finais, Palmeiras chega leve para Dérbi após dois anos de pressão

Um Dérbi sempre será um Dérbi. Mas o Palmeiras chega leve para o duelo contra o Corinthians, hoje (18), de uma forma como não se via há dois anos. Finalista da Copa do Brasil e da Libertadores, o Alviverde se desdobra na disputa do Campeonato Brasileiro, e faz o confronto atrasado da 28ª rodada, com o arquirrival, no Allianz Parque, às 19h.

Diferentemente de 2019, ou até mesmo do começo da temporada de 2020, o Verdão não chega pressionado a dar uma resposta diante do Alvinegro pela primeira vez após dois anos. Além do momento atual e a chance de conquistar dois títulos nas Copas, a vitória do primeiro turno, na Neo Química Arena, de forma convincente, também traz paz ao elenco na prévia do clássico desta segunda-feira.

Atualmente, seis pontos separam os rivais na tabela do Brasileirão. O Palmeiras tem 48 pontos, na sexta colocação, enquanto o Alvinegro, em nono, soma 42.

Antes do 2 a 0, em setembro do ano passado (gols de Luiz Adriano e Gabriel Veron), o Alviverde teve de conviver com um jejum de dois anos sem vencer o rival. Neste período, a pressão foi enorme a cada Dérbi e havia muita cobrança para que o time ganhasse os clássicos — ou ao menos jogasse com a mesma intensidade que o rival aplicava em campo.

O momento de pressão por resultados no clássico aconteceu depois da vitória por 1 a 0, em setembro em 2018, no segundo turno do Brasileirão. Na partida, Deyverson foi às redes e armou uma confusão ao provocar o banco de reservas adversário.

O sentimento após aquela vitória, que embalou o Palmeiras para a conquista do título nacional, era de alívio, justamente por conta do retrospecto desfavorável (com peso para a perda do Paulistão de 2017).

Em 2019 e 2020, foram seis Dérbis. O Corinthians venceu duas vezes e houve outros quatro empates. Um deles, em agosto do ano passado, rendeu o título estadual ao Alviverde depois de 12 anos.

Ali, o torcedor palmeirense viveu um drama (Jô sofreu pênalti e converteu a cobrança, empatando o jogo, no último minuto) e viu de perto a possibilidade de novamente perder um título para o arquirrival no Allianz. Nas penalidades, o time de Vanderlei Luxemburgo levou a melhor.

Agora, porém, o momento é favorável. O Palmeiras venceu com autoridade no primeiro turno (quando também precisava dar uma resposta e ganhar), foi o responsável pela queda de Tiago Nunes e tem a chance de voltar a vencer a Libertadores — grande desejo recente do clube. Será a primeira vez depois de dois anos, portanto, que os jogadores entrarão menos tensos em um Dérbi.

FICHA TÉCNICA PALMEIRAS X CORINTHIANS

Data: 18 de janeiro de 2021, segunda-feiraLocal: Allianz Parque, em São PauloHorário: 19h (de Brasília)Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)Assistentes: Leirson Peng Martins e André da Silva Bitencourt (ambos do RS)VAR: Rodrigo Guarizo Ferreira do Amaral (SP)

PALMEIRAS Weverton; Mayke, Luan, Alan Empereur, Matías Viña; Zé Rafael (Danilo), Raphael Veiga, Gabriel Menino; Rony, Gustavo Scarpa e Luiz Adriano. Técnico: Abel Ferreira.

CORINTHIANS Cássio; Fagner, Jemerson, Gil, Fábio Santos; Gabriel, Cantillo; Gustavo Silva, Cazares, Mateus Vital; Jô. Técnico: Vagner Mancini.