Esportes

Corinthians vence o Santa Fé e conquista o tri da Libertadores feminina

Mesmo sem uma grande exibição, o Corinthians não teve dificuldades para bater o Santa Fé, da Colômbia, e ficar com o título da Libertadores Feminina. A vitória por 2 a 0 na noite de hoje (21), no Parque Central, em Montevidéu, no Uruguai, garantiu o terceiro título do torneio ao Timão.

Adriana, aos nove do primeiro tempo, aproveitou a falha da goleira Tapia para abrir o placar. Mesmo com a equipe errando muitos passes, o Corinthians conseguiu marcar o segundo ainda antes do intervalo, aos 41, com Gabi Portilho. No segundo tempo, a partida ficou mais truncada e a rede não balançou.

Campeão em 2017, na parceria com o Audax, e em 2019, o Corinthians chega ao terceiro título e empata com o São José-SP como o maior vencedor do torneio, deixando os rivais Santos e Ferroviária, com dois cada, para trás.

Quem foi bem: Tamires

Com uma verdadeira avenida para atacar no lado direito da defesa adversária, a meia do Corinthians fez uma grande partida. Inteligente nas jogadas e precisa nos passes, comandou as principais ações ofensivas do Timão. Além disso, ela também ajudou muito na composição defensiva.

Quem foi mal: Tapia

A goleira foi um dos destaques do Santa Fé na campanha da Libertadores, mas falhou muito feio no primeiro gol do Corinthians. Com o tempo de bola errado, deu a chance para o Corinthians sair na frente e passar a comandar a partida.

Mesmo com muitos passes errados, Corinthians domina

O Alvinegro errou diversos passes, na defesa, no meio-campo e no ataque. Mesmo assim, entregando a bola para as adversárias, o time paulista não teve muitas dificuldades para impor seu ritmo e vencer a partida. O segundo gol, no final do primeiro tempo, foi o suficiente para tranquilizar a equipe, que melhorou depois disso, e mostrar para as adversárias que uma virada seria algo muito improvável.

Grazi entra para erguer a taça

Aos 40 anos de idade, Grazi entrou no Corinthians na vaga de Tamires para receber a braçadeira de capitão e erguer a taça. A atleta autora de 60 gols pela equipe recebeu essa justa homenagem na reta final de sua carreira.

Santa Fé assusta, mas Timão é quem marca

Com apenas três minutos de bola rolando, Viviana tocou para Salazar, que mandou uma bomba no travessão de Kemelli. No entanto, o clube do Parque São Jorge foi quem abriu o placar, aos nove do primeiro tempo.

Vic Albuquerque cruzou muito forte e a goleira Tapia tentou sair para agarrar. Depois do segundo pau, Gabi Portilho conseguiu evitar a saída da bola e tocou para trás. Adriana testou firme e balançou a rede.

Nem as falhas impedem o segundo gol

Inferior tecnicamente, o clube colombiano conseguiu levar perigo ao gol defendido por Kemelli nos erros de passe do Corinthians. Aos 14, Kena quase teve uma chance após cobrança de escanteio. Aos 30, Yasmim recuou mal a bola para a goleira, ainda recuperou a bola, contudo tocou para Joemar, que desperdiçou a melhor chance.

Apesar disso, quem mudou o placar no Parque Central foi o Corinthians. Aos 41, Tamires recebeu com liberdade pela esquerda e cruzou na medida para Gabi Portilho entrar com tudo na área e bater para o gol.

Segundo tempo mais disputado

A equipe de Bogotá voltou mais organizada na segunda etapa e tentou sufocar o Corinthians. Gauto, aos 16 minutos, acertou outro belo chute, no entanto, a bola dessa vez passou perto do travessão. A melhora na produção da equipe colorada deixou o embate mais disputado no meio-campo e com menos lances perigosos em relação ao primeiro tempo.

As trocas feitas pelos dois treinadores e o desgaste físico dos times deixaram o jogo mais morno no final, sem grandes lances. Administrando o resultado, o Timão

Apoio em meio período

De ônibus, os torcedores do Corinthians saíram na sexta (19) da capital paulista para assistir a final em Montevidéu. No entanto, eles conseguiram entrar no Parque Central apenas no intervalo da partida para empurrar o clube na grande decisão.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 x 0 SANTA FÉ-COL
Data: 21/11/2021 (domingo)
Local: Estádio Gran Parque Central, em Montevidéu (URU);
Hora: 20h (de Brasília);
Árbitro: Maria Laura Fortunato (ARG);
Auxiliares: Mariana de Almeira (ARG) e Daiana Milone (ARG);
VAR: Salome di Iorio (ARG).

Gols: Adriana (9'/1ºT) e Gabi Portilho (41'/1ºT) para o Corinthians.

Cartão amarelo: Yasmim (COR).

Corinthians: Kemelli; Katiuscia (Poliana), Giovanna Campiolo, Pardal e Juliete; Diany (Ingryd), Gabi Zanotti (Andressinha), Gabi Portilho e Tamires (Grazi); Adriana e Victória Albuquerque (Jhennifer). Técnico: Arthur Elias.

Santa Fé-COL: Tapia; Gutiérrez (Leivis Ramos), Rangel, Ramos e Acosta; Salazar, Kena Romero (Chacón), Robledo e Gauto; Celis (Cuesta) e Guarecuco (Jessica Peña). Técnico: Erazo.