Esportes

Com apendicite, Bruno Soares está fora de Tóquio; Melo joga com Demoliner

A participação brasileira no Torneio Olímpico de Tênis sofre um duro baque antes mesmo da cerimônia de abertura de Tóquio 2020. Bruno Soares, número 1 do país nas duplas, foi diagnosticado com apendicite e está fora da competição. O mineiro de 39 anos passará por uma cirurgia ainda nesta quarta-feira, na capital japonesa.

Sua ausência forçou o time verde-e-amarelo a mudar a escalação. Marcelo Melo, que atuaria ao lado de Soares pela terceira Olimpíada consecutiva, agora vai jogar ao lado de Marcelo Demoliner, duplista número 3 do Brasil e atual #52 do mundo na modalidade.

Demo, por sua vez, disputaria a chave de duplas ao lado de Thiago Monteiro, que ficou sem parceiro. O cearense segue nas simples, modalidade na qual é o atual #1 do Brasil e #95 do mundo. João Menezes, #217 e classificado para Tóquio por conta da medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, também está inscrito nas simples. Ele e Monteiro podem até conseguir uma vaga nas duplas, mas precisarão de uma desistência de última hora. O Torneio Olímpico de Tênis tem seu começo marcado para sábado, dia 24.

A saída de Bruno provavelmente também vai afetar a participação brasileira nas duplas mistas. Como duplista número 1, ele teria a preferência para atuar ao lado de Luisa Stefani. Sem Soares, a paulista deve atuar ao lado de Melo. A Confederação Brasileira de Tênis (CBT), no entanto, ainda não confirmou a escalação. Nas duplas femininas, Luisa atuará ao lado de Laura Pigossi.

Segundo o Comitê Olímpico Brasileiro, Bruno passou mal no voo para o Japão, quando sentiu dores abdominais. O tenista foi atendido na Policlínica da Vila Olímpica e, depois, encaminhado para um hospital. Exames de imagem confirmaram o diagnóstico de apendicite, e o mineiro passará por uma cirurgia nesta quarta-feira, dia 21, no Tokyo Toranomon Hospital.