Esportes

Clubes da Superliga têm os oito elencos mais valiosos da Europa, diz estudo

Classificação e Jogos

Um estudo do Observatório do Futebol do CIEs (Centro Internacional de Estudos Esportivos, na tradução) divulgado hoje (19) aponta que clubes envolvidos na criação da Superliga da Europa têm os oito elencos mais valiosos das principais ligas europeias.

Quem lidera a lista é o Manchester City, cujo elenco vale 1,3 bilhão de euros (cerca de R$ 8,7 bilhões), em seguida aparecem outros dois clubes ingleses: Manchester United e Chelsea, também acima de 1 bilhão de euros cada. Barcelona, Liverpool, Real Madrid, Juventus e Atlético de Madri fecham os oito primeiros (veja a lista abaixo).

Entre os que não aderiram à Superliga Europeia, os elencos mais valiosos são do Bayern de Munique (€ 777 milhões) e do Borussia Dortmund (€ 772 mi). O Milan é o clube envolvido na Superliga com o menor valor agregado em seu elenco ( 489 milhões), atrás de equipes como Bayer Leverkusen, Napoli e Leicester.

Todos os times das cinco principais ligas europeias (da Alemanha, Espanha, França, Inglaterra e Itália) somam elencos avaliados em 35,4 bilhões de euros. Deste total, os 12 clubes fundadores da Superliga correspondem a 10,4 bilhões de euros (quase R$ 70 bilhões), o equivalente a 29,3% do valor total.

O estudo do CIES parte de um modelo estatístico que leva em consideração não apenas os valores de transferências recentes, mas também variáveis referentes aos clubes (nível esportivo e econômico) e aos atletas (idade, desempenho, evolução na carreira, duração do contrato etc.), além da inflação do mercado.

O levantamento ainda estima os valores de jogadores sob contrato com um clube, mas emprestado a outros. Neste recorte, o Real Madrid se destaca com jogadores emprestados avaliados em 233 milhões de euros.