Esportes

Brasileirão | CBF diz que público só voltará aos estádios se houver consenso

Secretário-geral da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Walter Feldman afirmou que o retorno do público aos estádios no Campeonato Brasileiro - aprovado pelo Ministério da Saúde, com o limite de 30% por localidade - só acontecerá se houver um consenso entre os clubes.

Feldman afirmou que o intuito da CBF é melhorar seu protocolo com o debate entre as entidades que promovem o futebol e que, depois de ouvir os clubes, o próximo passo seria ter a confirmação de que a maioria das cidades envolvidas no Campeonato Brasileiro poderia ter público nos estádios para, só então, seguir com o plano do retorno da torcida.

"O nosso protocolo é dinâmico. Obedece mudanças no cenário internacional, elementos científicos acrescentados na compreensão sobre a pandemia, a evolução do próprio processo. (...) A CBF está estimulando o debate entre os atores. O Ministério da Saúde disse sim no limite de 30%. Não necessariamente 30%. Vamos ouvir a opinião dos clubes", explicou Feldman em entrevista ao Seleção SporTV, hoje.

"Se a opinião for favorável, vamos buscar o equilíbrio técnico para que a maioria das cidades tenham a oportunidade de se manifestar, para ver se é possível construir um consenso de um retorno seguro, integrado, sistêmico e gradual. Se houver consenso, avançaremos, se não, vamos recuar", completou.