Esportes

Cavaleira de 21 anos morre após queda em corrida na Turquia

A cavaleira Eszter Jeles, de apenas 21 anos, morreu após passar as últimas duas semanas internada por conta de uma queda ocorrida em uma prova em Istambul, na Turquia.

Nascida na Hungria, a jovem foi levada a um hospital com ferimentos na cabeça depois de cair de seu cavalo, Toms, em uma etapa do Campeonato Mundial, organizada pela Fegentri e ocorrida no dia 5.

Ela precisou passar por uma cirurgia de emergência e não resistiu às complicações dos traumas. Em um comunicado, o Jockey Club da Turquia lamentou o ocorrido.

"Lamentamos profundamente saber que Eszter Jeles perdeu sua luta para sobreviver e morreu, apesar de todos os esforços das equipes médicas desde o primeiro dia. Gostaríamos de estender nossas mais profundas condolências à família Jeles e seus entes queridos", disse a organização.

O Jockey Club da Hungria, país de Jeles, também se manifestou. "Anunciamos com profunda dor e com o coração trêmulo que Eszter Jeles está morta. O corpo dela não foi capaz de superar o ferimento causado pelo acidente há duas semanas. Esti foi uma heroína, dando sua vida pelas corridas de cavalos. Travamos sua memória em nossos corações para sempre."

Por fim, a mãe da cavaleira se emocionou ao falar sobre a filha no evento de Veliefendi, realizado ontem, em que Jeles foi homenageada pelos organizadores.

"Eszter escolheu especificamente a Turquia para andar a cavalo. Anos atrás, em uma postagem que ela fez em sua conta nas redes sociais, ela disse: 'se eu morrer um dia por causa da minha paixão por velocidade, não fique triste, porque estarei sorrindo'. Sou grata a todos que cuidaram de nós, especialmente ao Jockey Club da Turquia, e nunca esqueceremos o apoio", disse.