Esportes

Buffon revela que ainda sonha com Copa do Mundo de 2022, mesmo aos 43 anos

Gianluigi Buffon já disputou cinco Copas do Mundo, entre 1998 e 2014, mas mesmo aos 43 anos, o lendário goleiro italiano ainda sonha com o mundial de 2022.

Em entrevista exclusiva para o jornal, Gazzetta dello Sport, Buffon revelou que espera conseguir chamar a atenção de Roberto Mancini para disputar da Copa do Mundo no Catar, mesmo sabendo das dificuldades. "Aos 43 anos, certamente não serei eu a me candidatar, mas a Copa do Mundo me serve para continuar jogando e sonhando, para levar o Parma de volta à Série A. Tenho quase certeza de que o Mancini não vai me chamar, e com razão, porque tem seu grupo", destacou.

Buffon já era campeão do mundo quando outro Gianluigi, o Donnarumma, dava seus primeiros passos no futebol, mas o goleiro é prova viva do jargão popular 'nunca é tarde para aprender'.

O campeão do mundo em 2006 rasgou elogios ao goleiro campeão da Eurocopa e reforçou sua admiração pelo chará. "Não me importo com as comparações, só me interessa que ele seja bom, quero apreciá-lo, porque ainda pode me ensinar algo. Tenho estudado coisas dele para melhorar nos últimos anos. Estou muito sereno que as habilidades dos outros não serão problema para mim", disse Buffon.

Donnarumma foi eleito o melhor jogador da Eurocopa 2020 e agora vai reforçar o elenco do PSG, clube por onde Buffon passou na temporada 2018/19, e o veterano deu alguns conselhos sobre o clube francês ao sucessor. "A verdade é que nunca dão descontos para os melhores, todo mundo só espera que eles caiam. Isso vai acontecer com Donnarumma também. Mas ele tem que ter calma, porque é forte, muito forte mesmo, e em Paris ele não será apenas bom: mas muito melhor!", contou.

Últimas notícias