Esportes

Brasileiro do UFC vive vilão no cinema após convite feito pelo Instagram

Um novato sobe ao octógono e leva uma surra em poucos segundos. Durante quase duas horas, se dedica a reencontrar seu algoz e recuperar sua honra. Roteiro de filmes clássicos de luta, esse agora terá um toque tupiniquim. No longa "Born a Champion" (ainda sem título para o Brasil), o vilão dessa história toda será Edson Barboza, lutador do UFC. Nas telonas, o brasileiro dará vida a Marco Blaine, um falastrão que dá uma surra em Mickey Kelley (Sean Patrick Flanery) logo de cara.

"No começo foi difícil porque, cara, não era eu, não sei interpretar. Mas, depois, me fizeram entender que ali não era o Edson Barboza, era o Marco Blaine, uma pessoa completamente diferente de mim. Quando entendi isso, as coisas ficaram mais fáceis", explica Barboza.

A primeira incursão do brasileiro nas telonas aconteceu depois de um convite pouco usual. Entre os 294 mil seguidores de Barboza no Instagram, um enviou-lhe uma mensagem que chamou sua atenção.

Edson Barboza, durante gravação do filme "Born a Champion" - Reprodução/Instagram - Reprodução/Instagram
Edson Barboza, durante gravação do filme "Born a Champion"
Imagem: Reprodução/Instagram

"Eu não acreditei logo de cara. Pô, quem vai convidar uma pessoa para fazer um filme pelo Instagram?", brinca Barboza. "Mas a pessoa ficou insistindo, aí passei para o meu empresário. Ele conversou com eles e confirmou. Demorou para eu acreditar que era um convite para um filme mesmo".

Natural de Nova Friburgo, no Rio de Janeiro, Barboza passou quase duas semanas na Califórnia, nos Estados Unidos, para participar das gravações. Além dele, o ex-lutador do UFC Renzo Gracie também participa do filme, mas interpretando ele mesmo.

"As gravações foram muito legais, mas foi puxado. Fiquei quase duas semanas gravando das 7h às 19h. Mas não achei muito difícil de gravar, não. Era uma luta, né, sei fazer isso muito bem. Era mais questão de coreografar mesmo".

A facilidade para coreografar as lutas aconteceu porque o protagonista do filme, Sean Patrick Flanery, é faixa preta de jiu-jitsu e professor da modalidade. "Ele sabia muito bem o que estava fazendo. Foi bem fácil".

"Born a Champion" tem estreia marcada para o dia 22 de janeiro nos Estados Unidos. Ainda não há confirmação de quando o longa chegará ao Brasil. "Tomara que o público brasileiro possa assistir esse filme. Uma coisa eu garanto: foi muito legal, fique muito feliz", completa.

Na vida real, Barboza ainda aguarda o adversário da última luta de seu contrato com o UFC. Recentemente, ele deixou aberta a possibilidade de não renovar com a organização e competir em outro lugar.

Confira o trailer de "Born a Champion" (em inglês):