Esportes

Brasileirão | Coritiba vence por 1 a 0 o Vasco, que conhece primeira derrota com Luxa

Estreando técnico novo, o Coritiba voltou a vencer no Campeonato Brasileiro depois de longos 10 jogos de jejum. Sob o comando do paraguaio Gustavo Morínigo, o Coxa impôs neste sábado (16) a primeira derrota ao Vasco desde que Vanderlei Luxemburgo assumiu o comando: 1 a 0, gol de Hugo Moura. O Cruz-maltino teve Henrique expulso ainda no primeiro tempo e se complicou na partida da 30ª rodada, disputada em São Januário.

Com o resultado, os paranaenses chegam a 25 pontos na tabela, ultrapassam momentaneamente o Botafogo e deixam a lanterna. O Alvinegro, com 23, ainda joga na rodada. O Vasco estaciona nos 32 pontos, a três da zona do rebaixamento.

Na próxima quarta-feira (20), o Vasco enfrenta o Red Bull Bragantino em Bragança Paulista (SP), pela 31ª rodada do Brasileirão. A partida está marcada para as 21h30. No mesmo dia, o Coxa recebe o Fluminense. A bola rola no Couto Pereira a partir de 20h30.

O melhor: Hugo Moura

O volante do Coritiba foi o responsável pelo gol que deu certa tranquilidade ao Coxa na partida. Hugo Moura recebeu na entrada da área e mandou uma bomba. Por conta do bom chute que resultou no 1 a 0, ele saiu como destaque em São Januário.

Henrique dá cotovelada, é expulso e complica

Se o Cruz-maltino já não jogava o melhor futebol com 11, as coisas ficaram ainda piores quando Henrique foi expulso. O lateral acertou uma cotovelada no rosto de Sarrafiore, Flavio Rodrigues de Souza checou o lance no monitor do VAR e deu vermelho para o jogador aos 28 minutos do primeiro tempo. O camisa 37, claro, saiu como vilão da partida.

Tudo em família

O duelo deste sábado colocou frente a frente os irmãos Werley (Vasco) e Nathan Silva (Coritiba). É a primeira vez que eles se enfrentam, como o zagueiro vascaíno revelou ao UOL Esporte. Eles sempre sonharam com este momento e por isso fizeram até uma aposta. Nathan Silva levou a melhor.

Benítez volta em fogueira

Benítez em seu retorno ao Vasco após renovação de empréstimo junto ao Independiente, no jogo contra o Coritiba - Thiago Ribeiro/AGIF - Thiago Ribeiro/AGIF
Imagem: Thiago Ribeiro/AGIF

A novidade vascaína na noite deste sábado foi Benítez. O meia argentino acertou o retorno ampliando o empréstimo, foi relacionado e acionado por Luxa já no intervalo. Só que o camisa 10 entrou em uma fogueira, com sua equipe perdendo e com um a menos, e não foi bem: pareceu fora de forma e errou alguns passes.

Oxigênio para Manaus

Diante da trágica situação na capital do Amazonas, sem leitos e oxigênio para muitos pacientes com Covid-19, o Vasco preparou uma homenagem antes de a bola rolar. O clube carioca entrou com uma faixa em que pede oxigênio para a cidade e com a mensagem "Estamos juntos!".

Vasco vai mal com 11 e sofre com 10

O Vasco não jogou bem os quase 30 minutos em que atuou com 11 atletas, até Henrique ser expulso. Depois da saída forçada do lateral, o time foi empurrado pelo adversário. Quando conseguia, partia em contra-ataque e jogava bolas na área — foi assim que Cano quase empatou o jogo antes do intervalo.

No segundo tempo, com a entrada de Benítez e Pikachu atuando de lateral esquerdo desde o cartão vermelho, os comandados de Luxa tiveram mais a bola, mas não conseguiram criar e finalizar com perigo.

Coritiba se defende bem, pressiona e marca

A chegada de Gustavo Morínigo fez bem ao Coritiba. O então lanterna do Brasileirão entrou ligado, mostrando disposição, e equilibrou o jogo com o Vasco. Quando ficou com um a mais, foi ainda melhor: pressionou o rival e arriscou diversos chutes de fora da área até que Hugo Moura balançasse as redes. Depois, a equipe diminuiu o ritmo, atraiu o time carioca, mas se defendeu bem.

Cronologia do jogo

Henrique deu uma cotovelada no rosto de Sarrafiore e foi expulso aos 28 minutos da etapa inicial. O lance, além de naturalmente prejudicar o Vasco, esquentou os ânimos dos jogadores em campo. Com um a mais, o Coxa dominou ainda mais o primeiro tempo e abriu o placar aos 43: Hugo Moura recebeu passe de Neilton e soltou uma bomba. O chute, rasteiro, foi no canto e venceu Fernando Miguel.

Nos acréscimos do segundo tempo, aos 50 minutos, os cariocas tiveram talvez a sua melhor chance. Cano aproveitou cruzamento, soltou um chutaço de esquerda e Wilson salvou o Coxa, espalmando para fora.

FICHA TÉCNICA
VASCO 0 X 1 CORITIBA

Data: 16 de janeiro de 2021, sábado
Local: Estádio São Januário, no Rio de Janeiro
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Flavio Rodrigues de Souza
Assistentes: Daniel Luis Marques e Eduardo Gonçalves da Cruz
VAR: Emerson de Almeida Ferreira
Cartões amarelos: Léo Matos, Bruno Gomes (Vasco); Nathan Ribeiro, Nathan Silva (Coritiba)
Cartão vermelho: Henrique (Vasco)

GOL: Hugo Moura, aos 43 minutos do primeiro tempo.

VASCO
Fernando Miguel, Léo Matos (Cayo Tenório), Werley, Leandro Castan, Henrique; Bruno Gomes, Léo Gil (Gabriel Pec), Juninho (Caio Lopes), Pikachu (Neto Borges), Talles Magno (Benítez); e Cano. Técnico: Vanderlei Luxemburgo.

CORITIBA
Wilson, Natanael, Nathan Ribeiro, Sabino (Henrique Vermudt) e Guilherme Biro; Hugo Moura, Nathan Silva; Matheus Bueno (Ramón Martínez), Sarrafiore (Luiz Henrique), Neilton (Jonathan); e Pablo Thomaz (Ricardo Oliveira). Técnico: Gustavo Morínigo.