Esportes

Atlético-MG | Ricardo Oliveira diz que se sentiu 'desrespeitado' em saída do clube

Atlético-MG | Ricardo Oliveira diz que se sentiu 'desrespeitado' em saída do clube

O atacante Ricardo Oliveira não ficou satisfeito com a condução de sua saída do Atlético-MG. Após rescindir seu contrato com o Galo, o jogador acredita que faltou comunicação do presidente Sérgio Sette Câmara ou do diretor de futebol Alexandre Mattos sobre sua situação no clube.

Com 20 anos de carreira, Ricardo vê com naturalidade o fato de não fazer parte dos planos do técnico Jorge Sampaoli. O atacante, porém, acha de foi "desrespeitado" pelo time mineiro ao ser impedido de treinar e não receber seus vencimentos.

"Não fazer parte dos planos do treinador faz parte do futebol. Tenho 20 anos de carreira profissional e sei que é assim. Mas a forma com que eu fui tratado...", afirmou Ricardo Oliveira em entrevista ao "Seleção SporTV" de hoje.

"Eu não recebi nenhuma ligação de diretor de futebol, de presidente, para falar a mim: 'Ricardo, nós não contamos com você e não queremos que você se reapresente'. Não recebi ligação. Fizeram contato com o meu advogado dizendo que o Ricardo não estava nos planos do treinador, e vamos buscar uma saída. Até aí, tudo bem, não vejo problema nenhum. Mas, me proibir de treinar, isso foi o que mais me chateou. Até porque eu não fiz nada, não dei motivo nenhum para ser excluído desse jeito", completou.

Na sequência, o jogador contou que foi excluído do grupo de Whatsapp do time e que, diferentemente de seus companheiros, não recebeu salários e direitos de imagem.

"Como se não bastasse, eu fui excluído de grupo de Whatsapp do time, ninguém me deu nenhum respaldo em fazer meus treinamentos. Ninguém me ligou no período todo. Informação que chegava para mim era para treinar e seguir fazendo o que foi passado antes da pandemia (...) Meus companheiros recebiam os vencimentos, e eu não recebia os meus. Não recebia absolutamente nada (CLT e direito de imagem). Me senti desrespeitado, porque sempre respeitei as pessoas e gosto de tratar olho no olho", falou.

Atualmente sem clube, o jogador recebeu convites e almeja disputar o Campeonato Brasileiro.

"Continuo me preparando forte, tenho recebido alguns convites da série A e B, me procuraram. Como profissional, estou escutando. Minha ideia é voltar a jogar no Campeonato Brasileiro, tenho objetivos", concluiu.