Esportes

Análise: RMP: São Paulo foi muito melhor que o Palmeiras, gosto do início de Crespo

Classificação e Jogos

Em seu segundo clássico na temporada, o São Paulo derrotou o Palmeiras por 1 a 0 no Allianz Parque, com gol de Pablo, em jogada iniciada com roubada de bola de Daniel Alves, e se manteve com a melhor campanha do Campeonato Paulista. No Fim de Papo, live pós-rodada com os jornalistas Vinicius Mesquita, Milly Lacombe, Renato Maurício Prado e Menon, a vitória do clube tricolor é analisada e o técnico Hernán Crespo elogiado neste início de trabalho.

Renato Maurício Prado afirma que, ainda que tenha sido diante de um rival que não contou com seus principais jogadores em campo, o São Paulo se portou muito bem armado por Crespo. Sua marcação por pressão dificultou ao Palmeiras a saída de bola, tirou os espaços para ataques em velocidade e levou o time ao triunfo na casa do adversário.

"O São Paulo foi muito melhor do que o Palmeiras hoje. Aí pode se dizer, claro, que o Palmeiras jogou com vários reservas, mas eu estou gostando muito desse início de trabalho do Crespo, estou gostando mesmo. Estou vendo um time cada vez mais claramente bem armado, sabendo o que fazer em campo, o negócio de jogar com três zagueiros ele empurra um pouco o Daniel para a ala, o Daniel que não quer ser lateral de maneira nenhuma, mas acaba fazendo uma ala direita, lugar onde eu acho que ele rende mais até do que no meio de campo", diz Renato.

"É um time muito compacto, muito bem armado, ele hoje no campo do Palmeiras não deixava o Palmeiras respirar na hora de siar com a bola, acaba, aliás, fazendo o gol exatamente em duas tentativas de saída de bola do Gustavo Scarpa, na segunda o Daniel serve o Pablo para fazer o gol. Eu gostei. Ao contrário do ano passado —quando chegou a ter o Campeonato Brasileiro nas mãos e virou o fio, amarelou, 'dinizou'—, acho que o São Paulo que estamos vendo vai disputar títulos com muito mais firmeza", completa.

Pelo outro lado, o jornalista afirma que é preciso dar um desconto ao time palmeirense pelo fato de não contar com seu time principal em campo, além de vir de dois títulos perdidos em sequência: Supercopa do Brasil diante do Flamengo e a Recopa Sul-Americana contra o Defensa y Justicia. Ele acredita que o técnico Abel Ferreira ainda deverá recuperar o bom futebol da equipe.

"Eu estou realmente gostando muito do São Paulo e o Palmeiras tem que dar um certo desconto, o Palmeiras acabou de vir, jogou três jogos decisivos para decidir dois títulos, perdeu os dois. O Abel está enfrentando um início de trabalho turbulento, mas eu acho que ele vai botar esse Palmeiras de novo nos trilhos e o Palmeiras vai ser também um forte candidato", afirma Renato.

"Gostei da vitória do São Paulo, achei justa, o Palmeiras tirando um tiro de fora da área do Gustavo Scarpa, não ameaçou em nada o São Paulo, que esteve muito mais presente o tempo todo no ataque", conclui.

O empate do Corinthians com o São Bento, a demissão de Renato Portaluppi no Grêmio, o caso Arrascaeta no Flamengo e a perspectiva para a estreia dos times brasileiros na fase de grupos da Libertadores também são analisados pelos jornalistas nesta edição.