Esportes

Abel dedica título do Palmeiras a Galiotte e Barros e vai viajar a Portugal

Abel Ferreira citou o presidente Maurício Galiotte e o diretor de futebol Anderson Barros ao fazer agradecimentos depois do título do Palmeiras da Copa do Brasil. Primeiro, pela aposta que o clube fez nele, um treinador de 42 anos de idade e ainda sem títulos, e depois pelo trabalho que fizeram na Academia de Futebol para que conquistasse duas taças em quatro meses no clube.

"Muita gente perguntou como é possível o PAOK pagar uma fortuna para me levar, e o Palmeiras também pagar para ter um treinador sem títulos. Algo fazemos de certo. Quando se junta a uma estrutura e tenho que dizer, o presidente Galiotte que apostou em um treinador sem títulos, que estava em outro lado do mundo, de dar a oportunidade de trabalhar no maior clube brasileiro. É preciso perceber isso. É com esta responsabilidade em cima dos ombros, e isto que procuro fazer todos os dias, fazer com a minha equipe para deixa-lo feliz. Para mostrar resultados, satisfazer os adeptos", citou.

"O trabalho do Barros, eu estou sempre a dizer, ele gere melhor o Palmeiras do que eu na minha casa. Ele no que são as competências dele consegue equilibrar, e quero mandar um forte abraço. Ele me ajuda muito, sei que foi muito criticado quando cheguei e não sei por quê. Ele zela muito pelos interesses do clube, não é só gastar. Passamos um período difícil, o Palmeiras foi dos clubes que não despediu ninguém e digo com toda a sinceridade. Queria ver a reforçar a equipe, mas se for para não pagar os salários dos funcionários, prefiro continuar assim e cumprir com a nossa obrigação", acrescentou Abel, que também lembrou do gerente de futebol, Cícero Souza.

"O Cícero faz muito ao clube e teria de fazer este elogio, porque os dois merecem", encerrou.

Como o UOL Esporte publicou, o elenco do Palmeiras vai ser dividido para ganhar folgas ao término da temporada. Por conta da disputa do Paulista, será preciso fazer uma escala, com uma parte dos jogadores saindo para descanso já amanhã (8). Abel e a comissão técnica também vão entrar nesta agenda. O técnico avisou que irá a Portugal ver sua família.

"Vamos ter alguns dias, é merecido, mas vamos continuar competitivo, dou esta certeza. Vamos dividir toda a gente do CT, do treinador, jogadores, diretores, departamento médico, fizemos uma planificação no meu entender muito bem feita com a comissão técnica. Precisamos desligar um pouco a ficha e vamos nos revezar. Foi o que decidimos. Todos temos de ter calma com o Paulista e baixar a expectativa, mas vamos ver o que estes rapazes são capazes de fazer", respondeu.

"Tenho que ir [a Portugal]. É merecido, vão ficar aqui nossa equipe técnica, que vai se dividir. Temos o Andrey que vai ter férias e depois vai ter que nos ajudar também. Vamos revezar para que os interesses do clube estejam acima dos individuais. Temos de fazer alternadamente uma pausa e peço desculpas se não me virem no banco por algum momento, mas meus jogadores sabem que estarei presente todos os dias. Mas tenho de atravessar o Atlântico, carregar energias", completou.