Esportes

2º mais vazado em bolas paradas, Santos liga alerta para semana decisiva

2º mais vazado em bolas paradas, Santos liga alerta para semana decisiva
Classificação e Jogos

Se a impressionante virada por 4 a 3 do Goiás sobre o Santos, ontem (24), na Vila Belmiro, tem alguma explicação lógica, ela passa obrigatoriamente pela fragilidade defensiva do time de Cuca nas bolas paradas.

10º colocado no Brasileirão, o Peixe é a segunda equipe mais vazada da competição em jogadas desse tipo, com 22 gols sofridos, tendo cifras piores apenas que as do Bahia. Para piorar, o alvinegro sofreu três tentos dessa forma nos 90 minutos em que esteve diante do Esmeraldino — dois em escanteios e um de pênalti. Dessa forma, viu sua maior deficiência ser exposta ao Palmeiras menos de uma semana antes da final da Libertadores, que será disputada contra o rival, no sábado (30), no Maracanã. Questionado sobre isso após a derrota pelo Brasileirão, o técnico Cuca procurou minimizar a situação.

"Hoje foi desatenção, mas temos trabalhado bem essas situações, sabemos que eles jogam muito em função da bola aérea, o primeiro gol nem foi difícil, a gente que posicionou mal, um erro de posicionamento e aí o erro do treinador, cabe a mim mudar isso", disse o treinador.

Cuca também se mostrou aliviado pelo fato de os erros terem aparecido a tempo de poderem ser trabalhados com a equipe antes da aguardada decisão continental.

"Estou tranquilo e consciente porque uma derrota, por pior que ela seja, pode significar mais que uma má vitória. Poderei trabalhar coisas que não trabalharia na vitória. Serei mais humilde ainda durante a semana e tirarei deles o máximo, quando vitória às vezes não dá essa chance. O que a gente trabalha meia hora, trabalharemos uma. Agradeço a Deus por esse momento, que pode ser um alerta para fazer diferente. E vamos fazer", ressaltou.

Por uma casualidade, o Palmeiras é uma das equipes que menos marca em jogadas de bola parada no Brasileirão. Com 10 tentos anotados dessa forma, o Verdão balançou a rede apenas cinco vezes se desconsiderarmos gols de pênalti, cifra que o coloca na terceira pior posição da competição nesse quesito, atrás apenas de Sport e Athletico-PR.

Palmeiras e Santos decidem a final da Copa Libertadores no sábado (30), às 17h (de Brasília), no estádio do Maracanã. Enquanto o Verdão busca sua segunda conquista na competição continental, o Peixe lutará pelo tetracampeonato.