Esportes

1 a 1 em Goiânia | Atlético-GO joga com um a menos desde os 18min e empata com Athletico

1 a 1 em Goiânia | Atlético-GO joga com um a menos desde os 18min e empata com Athletico

Atlético-GO e Athletico empataram por 1 a 1 neste sábado (17), pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Atletico-GO, que ainda não perdeu desde a ida de Vagner Mancini para o Corinthians, jogou com um a menos desde os 18 minutos da primeira etapa. O jogo ocorreu no Olímpico Pedro Ludovico, em Goiânia. Com o resultado, o Atlético-GO chegou a 22 pontos e o Athletico, com 16 pontos.

Confira como ficou a tabela do Brasileirão com o empate.

Agora, o Atlético-GO recebe o Palmeiras no Olímpico no próximo domingo, enquanto o Athletico-PR recebe o Grêmio na Arena da Baixada.

O melhor: Léo Cittadini

Em um jogo com pouca inspiração, Cittadini foi um dos jogadores mais perigosos dentro de campo. Brigou no meio campo, criou chances e marcou o gol de empate do Athletico.

O pior: Willian Maranhão

O volante do Atlético-GO foi expulso após dar um tapa na cara de Carlos Eduardo fora do lance de bola de forma completamente desnecessária. Deixou o Dragão com um a menos no início do jogo e comprometeu o desempenho de sua equipe.

Primeiro tempo é truncado e com intervenções do VAR

A partida na primeira etapa foi pouco criativa e com muita briga dentro de campo. Com perdas de bola no meio campo dos dois times, lances disputados com muita força e meio-campistas pouco inspirados, a partida teve poucas chances de gol. Aos 18 minutos, Carlos Eduardo e William Maranhão disputaram bola e, na sequência, o volante do Dragão deu um tapa na cara do atacante. O árbitro viu e expulsou Maranhão na hora.

Em seguida, o VAR entrou em ação em duas oportunidades. Primeiro, em uma confusão dentro da área do Atlético-GO em que o árbitro marcou pênalti. O vídeo identificou impedimento no início do lance, anulando a marcação de campo de pênalti. Depois, mais uma dividida envolvendo Carlos Eduardo, dessa vez com Éder. O juiz imediatamente expulsou o zagueiro do Athletico mas, após consulta ao vídeo, voltou atrás e deu apenas amarelo.

Com um a menos, o Atlético-GO vai para o intervalo em vantagem

Apesar de poucas chances na primeira etapa, o Dragão organizou-se após a expulsão de William Maranhão e conseguiu jogar de forma competitiva. Apostando na velocidade nos lados do campo, o Atlético-GO abriu o placar aos 45 minutos. João Pedro cruzou e encontrou Zé Roberto na área, que concluiu para o gol de peito, marcando um bonito gol.

Com um a mais e em desvantagem no placar, o Athletico volta melhor

O treinador do Athletico, Eduardo Barros, promoveu mudanças no intervalo e colocou a equipe mais para o ataque. Em vantagem numérica, o Furacão controlou os primeiros minutos da etapa complementar e jogou no campo de defesa do adversário, rodando a bola e procurando espaços. A entrada de Nikão foi um ponto-chave de melhora na partida do time paranaense, que ficou ainda mais ofensivo. Foi dos pés dele que saiu o gol de empate do Furacão. O atacante recebeu na entrada da área, girou e encontrou Léo Cittadini na marca do pênalti, que só concluiu para o gol e empatou o jogo. O Athletico até tentou a virada, mas não conseguiu marcar mais um gol.

FICHA TÉCNICA ATLÉTICO-GO X ATHLETICO

Local: Olímpico Pedro Ludovico, Goiânia

Data: 17 de outubro de 2020, sábado

Horário: 19h (de Brasília)

Árbitro: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro

Assistentes: Jean Márcio dos Santos e Vinicius Melo de Lima

Cartões amarelos: Matheus Vargas e Éder (Atlético-GO); Geuvânio, Abner Vinícius, Léo Cittadini, Léo Gomes e Wellington (Athletico)

Cartões vermelhos: Everton Felipe e Willian Maranhão (Atlético-GO);

Gols: Zé Roberto, aos 46 minutos do primeiro tempo (Atlético-GO);Léo Cittadini, aos 16 minutos do segundo tempo (Athletico)

ATLÉTICO-GO: Jean; Dudu, João Victor, Éder, Natanael; Marlon Freitas, Willian Maranhão, Matheus Vargas; Chico, Janderson, Zé Roberto. Técnico: Eduardo Souza.

ATHLETICO: Santos; Pedro Henrique, Thiago Heleno, Abner Vinícius, Christian; Léo Gomes, Wellington, Léo Cittadini, Ravanelli; Carlos Eduardo, Renato Kayzer. Técnico: Eduardo Barros.

Este conteúdo foi gerado pelo sistema de produção automatizada de notícias do UOL e revisado pela redação antes de ser publicado.