Entretenimento

VAZA DELAÇÃO DE WALDSON: Ele diz que nunca foi sócio oculto de seu ex advogado Francisco Ferreira é que este este não era membro da ORCRIM

O ex-secretário de Saúde da gestão de Ricardo Coutinho, Waldson de Souza, fez um acordo de colaboração premiada no âmbito da Operação Calvário junto ao Ministério Público Federal. A delação  trouxe diversos nomes novos até então desconhecidos, a exemplo de  deputados estaduais, federais, ex dirigentes de partidos, procuradores geral do estado, governado,  ex governador e vários advogados, como beneficiários do caixa da ORCRIM através de contrato com escritório de advocacia , como Yuri Simpson ( ex presidente da PBPREV) e sua esposa , Carol Coutinho ( sobrinha de RC ) e Tiago Fonseca ( Ex PbGAS ) .

Por outro lado , Waldson detalhou que seu ex Advogado e ex amigo pessoal, Francisco Ferreira , não integrava a ORCRIM  e que nunca foi sócio oculto deste , tendo o seu advogado pessoal apenas se tornado sócio de Saulo Fernandes , quando ambos procuração alguém para dividir despesas e montar um escritório .

Pela narrativa do ex-secretário, percebe-se que enquanto seu ex advogado Francisco Ferreira procurava alguém para firmar uma verdadeira sociedade de advogado para atuar licitamente , o seu ex sócio Saulo Fernandes , queria continuar o seu papel na Cruz Vermelha em conluio com Daniel Gomes , tendo este inclusive proposta fazer com Saulo, no escritório , uma Sociedade oculta , que nunca foi celebrada .

Foi a partir dessa proposta indecente, que segundo Waldson seu ex Advogado e amigo , Francisco Ferreira , teria saído da sociedade com Saulo para não se prejudicar . Francisco Ferreira hoje atua em vários estados , notadamente São Paulo e Brasília e tem cada vez mais se afastado da Paraíba .