Entretenimento

Silvio Santos ficou perplexo com ação trabalhista movida por Rachel Sheherazade

Silvio Santos ficou perplexo com ação trabalhista movida por Rachel Sheherazade

Rachel Sheherazade está movendo um processo milionário contra o SBT e os valores expostos pelo UOL apontaram para um valor de R$ 19 milhões. Ao todo, a ação poderia chegar à bagatela de R$ 30 milhões em direitos trabalhistas. Os números abalaram Silvio Santos.

Segundo informações do jornalista Ricardo Feltrin, da Splash, o dono do canal levou um grande susto quando foi informado dos números e ficou revoltado com a postura da sua ex-funcionária. Contratada em 2011, Rachel se tornou o principal rosto feminino do jornalismo do SBT ao longo de 9 anos.

Sheherazade tinha um salário de aproximadamente R$ 220 mil mensais, com direito a R$ 30 mil de auxílio moradia e auxílio viagem por mês.

O processo corre na 3ª Vara do Trabalho de Osasco, região onde está localizada a sede do SBT. Na ação trabalhista, ela pede a comprovação de vínculo empregatício com a emissora paulista. Para isso, ela contratou o mesmo advogado que defendeu o jornalista Hermano Henning.

O advogado de Rachel Sheherazade é André Fróes de Aguilar, o mesmo de Henning no processo que ele moveu contra a empresa quando foi demitido. Milton Neves, apresentador da Band, foi quem deu a informação.

Ao UOL, ela contou que ficou impressionada com a atitude da emissora, que a demitiu no final de 2020. “Fiquei surpresa com a atitude da empresa“, admitiu em entrevista ao jornalista Fefito, do UOL. “Dez anos de casa e não poder me despedir do meu público por um minuto? Não faz sentido“, lamentou.

“Eu não posso afirmar o que foi decisivo para a não-renovação. Quando um contrato se acaba dentro do tempo estabelecido entre as partes, não há necessidade de justificativa. Mas eu sinto que houve pressões“, especulou.

A jornalista mencionou Luciano Hang, dono da Havan e um dos principais patrocinadores do SBT. “Tive a cabeça pedida pelo senhor Luciano Hang, aliado do governo e um dos principais patrocinadores no SBT“, lembrou. “Quando percebi que a emissora não saiu em minha defesa, ficou claro que a corda arrebentaria do lado mais frágil, como de fato aconteceu“, disse.