Entretenimento

Pastor que desejou a morte de Paulo Gustavo entra na mira da justiça: "Vamos processar"

Pastor que desejou a morte de Paulo Gustavo entra na mira da justiça:

O pastor José Olímpio, da Assembleia de Deus de Alagoas, fez um post infeliz desejando a morte de Paulo Gustavo e causou intensa revolta. Entidades pelos direitos LGBTQIA+ querem processar o homem por preconceito. As informações são do TV Foco. 

José Olímpio fez uma postagem alegando que não iria orar pela vida do ator e sim desejou sua morte. “Esse é o ator Paulo Gustavo que alguns estão pedindo oração e reza. E você vai orar ou rezar? Eu oro para que o dono dele o leve para junto de si”, escreveu ele e apagou o comentário após notar a repercussão negativa.

Em entrevista ao UOL, o diretor da Aliança Nacional LGBTI, Prof. Dr. Toni Reis, alegou que as entidades respeitam a diversidade religiosa, mas desejam respeito e jamais poderiam aceitar esses tipos de atitude, como o caso do pastor em relação a Paulo Gustavo.

“Ele está declarando-se um genocida, independente da fama do ator Paulo Gustavo. Qualquer pessoa merece viver, ninguém merece a morte. Nesse sentido, a Aliança já, além das cartas de repúdio, provocou o Ministério Público, estamos estudando todas as formas de processá-lo, e que o mesmo seja punido na forma da Lei. A liberdade de expressão não é irrestrita, ela deve respeitar a dignidade humana, que passa pelo direito à vida”, disse o representante.