Entretenimento

DESVENDANDO O 69: sexóloga fala sobre a posição queridinha dos amantes para alcançar o ápice do prazer

DESVENDANDO O 69: sexóloga fala sobre a posição queridinha dos amantes para alcançar o ápice do prazer

A posição 69, que nada mais é do que o sexo simultâneo, e também considerada uma das práticas mais íntimas e deliciosas que existe.

De tempos em tempos, algumas posturas entram em cena, novas possibilidades são descobertas, novos acessórios, mas uma coisa é certa: os clássicos não saem de moda.

Tem quem diga que é a posição certeira para alcançar o orgasmo, e muita gente garante que chega ao ápice do prazer junto com a parceria. Tem também aqueles que não se concentram em duas coisas ao mesmo tempo e acham a postura superestimada.

Nível de dificuldade

Para começar, a sexóloga Thais Plaza esclarece que a postura é simples, mas tem um nível de dificuldade: “O 69 é um clássico que não sai de moda e é relativamente fácil de praticar. Então é ótimo para quem quer tentar algo diferente, mas é preciso estar ciente das suas limitações”, esclarece.

O terapeuta sexual André Almeida explica que existem pessoas que sentem mais prazer com o 69 e outras menos: “Nessa posição muitas pessoas se sentem vulneráveis, principalmente as mulheres, pois muitas vezes ela fica em cima e fica desconfortável”, afirma. A orientação é ter consciência se você está confortável: “É uma postura com muito potencial de prazer se estiver tudo bem para os envolvidos”.

Foco em dar ou receber?

A sexóloga e ginecologista Nelly Kobayashi explica que é preciso pensar no 69 como uma posição para se divertir e excitar: “Não pense que é para fazer o parceiro chegar ao orgasmo. É muita informação ao mesmo tempo, então é difícil se concentrar”.

Reveze e converse

Outra dica da especialista é tentar revezar as posições já que, normalmente, o parceiro que fica por cima acaba se cansando mais rápido. O terapeuta André Almeida reforça que apesar de muito excitante, a postura tem suas limitações e o diálogo é a chave para que ambos saibam onde está seu prazer.

Vale também comunicar quais suas preferências no oral: “Prefere sucção, a língua, a estimulação com dedo. Seja claro nas preferências que te dão prazer”, aconselha.

Variações

O sexólogo Danilo Galante lembra que a posição continua sendo uma das mais típicas e apimentadas e tem algumas variações: “Pode ser feita deitada, em pé, de ladinho. Também dá pra usar brinquedos sexuais, géis lubrificantes”, explica. Ele também sugere passear com as mãos e língua em toda região, não só na genital.

Deixar o quadril mais elevado em cima de uma almofada também vai facilitar para o parceiro que fica por cima. E vale lembrar dos lubrificantes com gosto apropriado para sexo oral.

Cuidados

Antes de tudo, como em qualquer sexo oral, a primeira dica é higienizar a genitália. O alerta é da especialista Nelly Kobayashi: “Não se esqueça de se prevenir contra as ISTs (infecções sexualmente transmissíveis, tomando os cuidados com preservativo”.

Por fim, vale lembrar que não existe posição perfeita, existe a posição que os parceiros estão consentindo e se divertindo.