Educação

Justiça suspende aplicação das provas do Enem

Justiça suspende aplicação das provas do Enem

Justiça Federal 3ª Região acata pedido da DPU (Defensoria Pública da União) para adiar o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio). Exame seria realizado neste domingo (17) e no próximo (24).

De acordo com o texto:

A DPU argumentou que o Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), órgão responsável pela realização das provas, não teria como garantir o cumprimento dos protocolos sanitários criados por eles mesmos e "ainda induziram a Justiça Federal da 3ª Região a erro, prestando informações inverídicas que vieram a subsidiar as decisões de indeferimento dos pedidos de adiamento, em 1ª e 2ª instância".

Ainda segundo com a Defensoria, reportagens sobre a realização do Enem trouxeram inúmeros relatos de que a ocupação de muitas das salas será bem superior aos 50% da capacidade, percentual com que o próprio Inep havia se comprometido. "Na maioria desses casos, a ocupação é de cerca de 80%, muito acima de um número prometido. Esperamos que a decisão seja revertida ou fundamentada de outro modo", disse ao Estadão o defensor João Paulo Dorini.