Educação

Estudantes fazem neste domingo segundo dia de prova do Enem

Estudantes fazem neste domingo segundo dia de prova do Enem

O Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira) realiza a segunda prova do Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) neste domingo (24). Os candidatos responderão a 45 questões de Matemática e suas Tecnologias e 45 questões de Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Biologia, Química e Física), uma maratona de 90 questões em cinco horas.

Como no primeiro dia de aplicação de prova, os participantes deverão levar um documento original com foto (RG, CNH, carteira de trabalho) e caneta esferográfica de material transparente de tinta preta. Todos os participantes deverão usar máscara cobrindo o nariz e a boca durante todo o tempo que estiverem nos locais de exame.

Leia também
  • 'A sala ficou cheia. Comecei a ter ansiedade', diz candidata do Enem
  • Candidatos com sintomas de Covid-19 podem pedir reaplicação do Enem
  • Enem: abstenção alta pode facilitar o ingresso na faculdade

Antes de entrar, os candidatos deverão higienizar as mãos com álcool em gel. Os locais de exame fornecem o produto, mas os participantes também podem levar.

Lanches leves e água estão liberados. Nada de boné, equipamentos eletrônicos ou relógio. O celular deverá ser desligado e guardado em um envelope distribuído pelo organizador e poderá ser retirado no momento em que o candidato deixar o local de prova. Qualquer emissão sonora durante o exame, implica na desclassificação do candidato.

Os portões devem abrir meia-hora mais cedo do que o previsto no edital, às 11h30 — essa é a estratégia do Inep para evitar aglomeração na entrada — e devem fechar às 13h. A prova começa às 13h30 e terá 5h de duração. Os candidatos devem deixar o local de prova até às 18h30.

Recorde de abstenção

A primeira prova do exame foi realizada no domingo passado (17) e teve recorde de abstenção, 51,5% do inscritos não realizaram o Enem. Ao mesmo tempo, estudantes reclamaram que não conseguiram fazer a prova porque as salas estavam superlotadas.

Esta edição do Enem foi marcada por uma série de ações na Justiça. A DPU (Defensoria Pública da União) pediu o adiamento argumentando que o aumento do número de casos de covid aumentou em todo o país.

Veja também
  • Enem 2020: Assista a correção da segunda prova neste domingo (24)
    R7 Ensina

    Enem 2020: Assista a correção da segunda prova neste domingo (24)

  • "Prova do Enem foi equilibrada", avaliam professores
    R7 Ensina

    "Prova do Enem foi equilibrada", avaliam professores

  • Enem acumula questionamentos e processos na Justiça desde 2009
    Educação

    Enem acumula questionamentos e processos na Justiça desde 2009

A Justiça Federal de São Paulo não aceitou o pedido, no entato, deixou a critério das autoridades locais que avaliassem os casos de covid e pedissem a reaplicação das provas para o Inep.

Com isso, os estudantes do Amazonas realizarão o exame nos dias 23 e 24 de fevereiro, período marcado para a reaplicação das provas, devido ao estado de calamidade decretado por conta da pandemia de coronavírus.

Outros pedidos foram feitos à Justiça, com base na superlotação das salas e questionamentos sobre as medidas de biossegurança adotadas pelo Inep para a realização do Enem, mas nenhum deles foi aceito.

Calendário

A partir de segunda-feira (25) até sexta-feira (29) estudantes que não puderam fazer o Enem por estarem com covid ou outra doença infectocontagiosa devem acessar o site do Inep e enviar o laudo médico ou exames que comprovem o diagnóstico.

O gabarito oficial do Enem deverá ser divulgado pelo Inep na próxima quarta-feira (27). Nos dias 23 e 24 de fevereiro haverá a reaplicação da prova para os candidatos que tiveram o laudo médico aceito ou problemas de logística. E o resultado do Enem sairá no dia 29 de março.

Compartilhe: