Educação

Após onda de ataques, aulas são suspensas em Manaus

Após onda de ataques, aulas são suspensas em Manaus

Após onda de ataques em Manaus, no Amazonas, no último domingo (6), as escolas amanheceram fechadas nesta segunda-feira (7). Após a morte de um traficante pela Polícia Militar, agências bancárias e escolas foram depredadas, viaturas e ônibus foram queimados.

Por meio de nota divulgada nas redes sociais, o prefeito de Manaus, David Almeida e o secretario municipal de Educação, Pauderney Avelino, informaram que "por medida de segurança" todas as atividades da Semed (Secretária Municipal de Educação) estão suspensas. Os funcionários deverão trabalhar em casa e as aulas foram canceladas na cidade neste segunda-feira.

O transporte público também foi afetado nesta segunda. A circulação da frota de ônibus também foi suspensa após parte dos coletivos serem queimados durante a onda de violência em Manaus.

Entenda a situação:

Manaus sofreu uma onda de violência no domingo, foram registrados 17 focos de incêndio, os alvos foram viaturas da polìcia, ônibus, prédios públicos, comércios e agências bancárias.

Segundo a SSP (Secretaria de Segurança Pública) os ataques foram ordenados de dentro de um presídio como forma de represália após a morte de um traficante ligado a uma facção criminosa. O governo do estado criou um comitê para gerenciar a crise e até o momento 14 suspeitos de terem participado dos ataques foram presos.