Educação

Antes de fazer a inscrição, saiba o que muda na edição do Enem 2021

Antes de fazer a inscrição, saiba o que muda na edição do Enem 2021

Estudantes que pretendem realizar as provas do Enem 2021 (Exame Nacional do Ensino Médio) devem fazer as inscrições entre esta quarta-feira (30) até o dia 14 de julho. O valor da taxa de inscrição é de R$ 85 e pode ser pago até o dia 19 de julho.

Enem 2021: Confira o passo a passo para realizar a inscrição no exame

A novidade para a edição deste ano é que tanto as provas impressas como as digitais serão realizadas nos dias 21 e 28 de novembro. As duas versões terão as mesmas provas e com itens iguais, uma forma do Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira), responsável pela aplicação do exame, ganhar tempo na elaboração dos cadernos de questões. Diante das dificudades orçamentárias enfretadas pelo MEC (Ministério da Educação) neste ano, o edital foi publicado em maio, o que apertou o calendário.

Leia também
  • Publicado resultado dos recursos para isenção no Enem 2021
  • Enem: ainda dá tempo de estudar, saiba como planejar os estudos
  • Inscrições abertas para curso preparatório gratuito para o Enem

O Enem Digital é exclusivo para os estudantes que já concluíram o ensino médio ou que devem concluir em 2021. Os participantes na categoria treineiros devem fazer a versão impressa.

Ao todo, serão oferecidas 101.100 vagas nesta modalidade digital. É importante lembrar que o exame é aplicado nos locais de prova, não pode ser realizado em casa.

  • Com a pandemia de covid-19 muitos estudantes enfrentam dificuldades para focar nos estudos. Carlos Massaiti Okubo, coordenador do Poliedro Cursinho de São Paulo, em entrevista ao  R7, dá sete dicas para ajudar estudantes a se aproximarem de uma vaga em uma universidade via Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) que irá ocorrer nos dias 21 e 28 de novembro ou pelos vestibulares tradicionais*Estagiário do R7 sob supervisão de Karla Dunder
  • Jéssica Ferraz, estudando com o notebook que ela comprou com dinheiro de uma bolsa de pesquisa científica remunerada pela UMC
  • 4) Pratique provas anteriores e
simulados - O coordenador do Poliedro avalia que a realização de simulados e provas de edições anteriores devem ser feitas desde que o aluno pratique como se fosse no tempo real. 'A fidelização do tempo praticado nos simulados vale a pena para que o estudante saiba calcular o tempo de prova e ter melhor chance de rendimento durante a prova', diz
  • Jovem negro sentado em frente ao notebook coma as mãos na nuca e olhos fechados

Outra novidade para a versão digital é a adaptação para pessoas com deficiência. As provas podem ser superampliadas e com contraste (voltada para pessoas com baixa visão), e locais de aplicação com acessibilidade. Na edição anterior, apenas a versão impressa oferecia essas opções.

O MEC publicou uma portaria que institui um grupo de trabalho para discutir a atualização do Enem e do Encceja (Exame Nacional para Certificação de Competências de Jovens e Adultos). A equipe terá seis meses para apresentar o resultado do estudo. O ministro da Educação, Milton Ribeiro, pediu um exame 'técnico'e 'sem ideologia'.