Economia

Por que a Multiplan acredita no potencial do varejo para 2022

Por que a Multiplan acredita no potencial do varejo para 2022

Uma das maiores administradoras de shopping centers do país, a Multiplan tem muito a comemorar. Segundo as prévias de resultados do quarto trimestre, a empresa movimentou 5,6 bilhões de reais em vendas no período, um número recorde na história da companhia e um crescimento de 8,1% frente ao mesmo período de 2019, antes da pandemia de Covid-19 chegar ao país. A semana do Natal, especificamente, gerou um faturamento de 1 bilhão de reais, com os shoppings do Rio de Janeiro e da região Sul como os maiores destaques, com altas de 26,7% e 19,7%, respectivamente.

Para 2022, a empresa não terá nenhum grande lançamento. A composição de portfólio se dará por meio das ampliações de alguns empreendimentos. Estão em fase de obra as expansões do DiamondMall, em Minas Gerais; do ParkShoppingBarigüi, no Paraná; e do MorumbiShopping, em São Paulo. A companhia avalia que o ano eleitoral deve ser mais cauteloso para aportes vultosos, mas aposta em uma retomada mais robusta para o varejo no ano, como identificado ao fim de 2021.

O setor de varejo vem forte e está forte por várias conjunturas, até porque as viagens ainda estão limitadas, e ainda há demanda reprimida para o consumo, com um nível de poupança alto e uma liquidez grande por parte do consumidor”, diz Vander Giordano, vice-presidente da Multiplan. “Isso deve valer ainda para o início deste ano. Como boa parte da população não conseguiu viajar por conta das restrições e pelo fato de o dólar estar muito alto, isso vai continuar alimentando o crescimento do varejo. E os shoppings voltaram muito forte porque havia uma necessidade de convívio das pessoas.”

*Quer receber alerta da publicação das notas do Radar Econômico? Siga-nos pelo Twitter e acione o sininho.