Economia

Ministro Marcos Pontes critica corte de verba da Ciência solicitado por ministério da Economia: "Equivocados e ilógicos"

Ministro Marcos Pontes critica corte de verba da Ciência solicitado por ministério da Economia:

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes, criticou, neste domingo (10), o corte de verbas para a ciência solicitado pelo ministério da Economia. Pontes chamou de “falta de consideração” o remanejamento de mais de R$ 600 milhões do Orçamento previstos para o incentivo a pesquisas.

“Falta de consideração. Os cortes de recursos sobre o pequeno orçamento de Ciência do Brasil são equivocados e ilógicos. Ainda mais quando são feitos sem ouvir a Comunidade Científica e Setor Produtivo. Isso precisa ser corrigido urgentemente”, escreveu Marcos Pontes em seu perfil oficial no Twitter.

Em nota, o ministério da Economia afirmou que a medida ocorreu “para cumprir decisão governamental quanto à necessidade de remanejar recursos neste momento”. O remanejamento aconteceu na última quinta-feira (7) após aprovação no Congresso Nacional. Ao todo, mais de R$ 600 milhões foram designados para outros sete ministérios, o equivalente à 92% da verba destinada à ciência.

O corte gerou protesto de setores que dependem diretamente do investimento, como os institutos de ensino. Na sexta-feira (8), ao participar da abertura da 1ª “Feira do Nióbio” em Campinas, Bolsonaro foi vaiado por manifestantes.