Economia

João Roma: Primeiro pagamento de R$ 400 do Auxílio Brasil será em dezembro

João Roma: Primeiro pagamento de R$ 400 do Auxílio Brasil será em dezembro

O ministro da Cidadania, João Roma, comemorou o fim da novela envolvendo a PEC dos Precatórios no Senado nesta quinta-feira, 2. A proposta, usada como forma de custeio para o programa Auxílio Brasil (o substituto do Bolsa Família), abre um espaço fiscal de 106 bilhões de reais no Orçamento da União. Em evento nesta quinta, Roma prometeu realizar o primeiro pagamento de 400 reais do Auxílio Brasil ainda em dezembro. O ministro admitiu, ainda, que busca formas de pagar o complemento retroativo dos beneficiários do programa que receberam um valor menor em novembro. O discurso ocorreu em uma celebração que marcou, na verdade, o anúncio de outro programa de transferência de renda: o Auxílio Gás, por onde o governo federal pretende subsidiar o gás de cozinha.

“Nós não vamos poupar esforços para que esse benefício chegue nas mãos dos brasileiros mais necessitados. Os prazos estão apertados e já estão além do que nós esperávamos, mas esse não será um obstaculo para que nós consigamos cumprir a nossa missão”, disse Roma. “O pagamento [de 400 reais do Auxílio Brasil] chegará nas mãos dos brasileiros a partir de dezembro”, complementou, sem precisar um dia do mês para tal.

No evento, Roma ressaltou a importância do trabalho conjunto entre a área social e a área econômica do governo de Jair Bolsonaro. “São duas faces da mesma moeda”, disse ele. O ministro da Cidadania afirmou ainda que a situação das 2 milhões de famílias que estavam na fila do Bolsa Família já está equacionada. O governo pretende, com isso, aumentar o número de famílias beneficiadas para cerca de 17 milhões em dezembro. “Ainda em dezembro nós pretendemos zerar a fila. O programa seguirá de forma ampliada e fortalecida.”

Com a disparada nos preços praticados para a venda do gás liquefeito de petróleo (GLP), o tradicional ‘gás de cozinha’, o governo estruturou um programa que subsidiará o correspondente a 50% do preço de um botijão de 13 quilos. A ideia é usar o espaço fiscal gerado com a PEC dos Precatórios para isso. “Inicialmente, mais de 4 milhões de famílias serão atendidas com Auxílio Gás já no mês de dezembro. Faremos o Auxílio Gás chegar aos brasileiros mais necessitados para que eles possam ter maiores condições de superar esse momento de dificuldade”, afirmou Roma. “Nós sabemos que a pandemia está passando, mas as consequências econômicas e sociais da pandemia ainda perduram na nossa sociedade, especialmente entre os mais necessitados.”