Economia

Guedes diz que Pfizer é melhor vacina que as outras. Por que não comprou?

Guedes diz que Pfizer é melhor vacina que as outras. Por que não comprou?

Entre empresários e frequentadores do mercado financeiro chamou a atenção a fala do ministro Paulo Guedes sobre a vacina da Pfizer, durante reunião do Conselho da Saúde Suplementar. Sem saber que a reunião estava sendo transmitida ao público, o ministro disse: “O chinês inventou o vírus e a vacina dele é menos efetiva do que a americana. O americano tem 100 anos de investimento em pesquisa, então os caras falam: ‘qual é o vírus? É esse? Tá bom’. Decodifica e está aqui a vacina da Pfizer. É melhor que as outras”. O ministro disse na noite desta terça-feira, 27, que dizer que o chinês inventou o vírus foi uma imagem infeliz que ele usou e que até tomou a vacina chinesa, mas reforçou a capacidade tecnológica americana de produzir respostas a vírus desconhecidos. A vacina da Pfizer, no entanto, foi feita junto com a tecnologia da BioNTech, que é uma empresa alemã. 

Para além do desconforto  diplomático que o ministro pode ter arrumado com a China, a pergunta que os empresários se fizeram foi: por que o governo não comprou a vacina da Pfizer se era tão claro que era tão boa? 

Em entrevista à Veja, em outubro do ano passado, o então presidente da Pfizer no Brasil, Carlos Murillo, disse que teve várias reuniões com integrantes do governo, “incluindo Ministério da Economia” e que a empresa fez uma proposta formal de fornecimento da vacina, mas que nunca recebeu resposta, nem pelo sim nem pelo não. Mesmo depois de toda a pressão, o governo só fechou a compra de doses da vacina da Pfizer em meados de março deste ano e as primeiras doses devem chegar agora no fim de abril. Também em entrevista à Veja, Fabio Wajngarten, disse que ele mesmo, como secretário da Comunicação, chegou a negociar a vacina, mas no fim a culpa de não fechar negócio foi do Ministério da Saúde. 

Por que o governo demorou tanto a comprar a vacina da Pfizer é justamente uma das respostas que a recém-instalada CPI da Covid quer obter. Talvez Paulo Guedes tenha alguma pista.