Economia

Febraban ataca Nubank e fintechs nas redes sociais

Febraban ataca Nubank e fintechs nas redes sociais

A Federação Brasileira dos Bancos (Febraban) resolveu entrar na briga com fintechs pelasredes sociais. A famosa treta. Em seu perfil no Linked In, a Febraban fez um longo post atacando a Zetta, a associação das empresas de tecnologia que oferecem serviços financeiros digitais. “A “verdade” verdadeira é que as grandes fintechs gostam mesmo é de pagar apenas “meia entrada” e em nada se diferenciam dos bancos. Aliás, só não são bancos para pagar menos impostos, gerar menos empregos, ter poucas obrigações regulatórias e trabalhistas”, disse a Febraban.

O post do Linked In também ataca diretamente o Nubank, que segundo a Febraban “tem cara, porte, produtos e até nome de banco, prefere não se dizer banco, mas cobra juros mais altos dos seus clientes do que a média dos cinco ou 10 grandes bancos brasileiros”. A reação da Febraban, segundo confirmou a assessoria de imprensa, foi por conta de uma série de tuítes da Zetta que reproduzia reportagem do Valor Investe sobre os bancos terem subido tarifas acima da inflação.