Brasil

SABORES IRRESISTÍVEIS E INCOMPARÁVEIS: conheça as cachaças paraibanas premiadas no Brasil e no mundo

Quem é paraibano raiz sabe muito bem que uma das grandes produções do estado é a cachaça; rica de engenhos, a Paraíba se destaca tendo várias cachaças premiadas, no Brasil e no mundo.

De acordo com informações da Associação Paraibana dos Engenhos de Cachaça de Alambique (Aspeca), a Paraíba é o maior fabricante de cachaça de alambique do país, possui 80 engenhos que juntos fazem 12 milhões de litros por ano. Os dados apontam, ainda, que a Paraíba possui 30 engenhos que produzem e engarrafam cachaça e outros 50 apenas produzem a bebida, vendendo a outras marcas.

Entre as cachaças que já receberam prêmios, estão: Volúpia, Pai vovô, Serra Limpa, Gregório, São Paulo, Ipueira  Matuta e Triunfo, entre outras que estão sempre presentes nas festas dos paraibanos.

Quinze cachaças paraibanas foram premiadas na 20ª Edição do Concurso de Vinhos e Destilados do Brasil – Premiação 2021.

Entre as paraibanas premiadas estão: o Engenho São Paulo, em Cruz do Espírito Santo, que levou cinco prêmios com a cachaça São Paulo Cristal recebendo a medalha duplo ouro, a Cigana Heritage e Cigana Carvalho que receberam a medalha de ouro; Já a cachaça São Paulo Original e a Caipira foram medalha de prata. O Engenho Nobre, também em Cruz do Espírito Santo, levou a medalha de ouro com a cachaça Nobre Sensações Carvalho e a medalha de prata com a cachaça Nobre Sensações Umburana.

O Engenho Triunfo ganhou um total de três medalhas, sendo elas: medalha duplo ouro com a Triunfo Jaqueira, a medalha de ouro com a cachaça Triunfo Prata, e medalha de prata com a cachaça Triunfo Castanheira.

Na 19ª edição do Concurso Vinhos e Destilados do Brasil outras cachaças produzidas na Paraíba também foram contempladas com medalhas de Prata e Ouro. A Umburana do Engenho Nobre, a Baraúna Carvalho, do Engenho Baraúna, ganharam medalhas de Ouro. E a Baraúna Umburana, também do Engenho Baraúna; a Gregório Premium, da Agroindústria Engenho Gregório de Baixo e a Pai Vovô, da Fazenda Aliança Indústria de Aguardente, conquistaram medalha de Prata.

As cachaças paraibanas Ipueira,  Matuta e Triunfo Jequitibá foram premiadas, cada uma em sua categoria, durante a Concurso Nacional Expocachaça 2020, principal evento do setor do Brasil.

São Paulo:

Na 20º edição do concurso “Vinhos e Destilados do Brasil” – única premiação do país dedicada exclusivamente a produtos deste setor – o Engenho São Paulo foi contemplado com 5 medalhas. Com degustações às cegas e um júri composto de jornalistas, sommeliers e compradores de bebidas em nível mundial, a Cachaça São Paulo Cristal levou o duplo ouro, a Cachaça Cigana Carvalho com medalha de ouro e a Cachaça Caipira e a Cachaça São Paulo Original foram premiadas com medalhas de prata

O Engenho São Paulo é o maior produtor de cachaça de alambique do Brasil e conta com mais de 100 anos de tradição. Múcio Fernandes, diretor do engenho, celebra a conquista e a visibilidade que os rótulos trazem à Paraíba. “É com grande felicidade que comemoramos o reconhecimento da qualidade dos nossos rótulos. Trabalhamos incansavelmente para entregar o melhor”, comemora Múcio.

Pai Vovô:

A cachaça paraibana Pai Vovô foi premiada no 10º Concurso Anual e Nacional da Cachaça na categoria blends de madeira. O concurso, que é considerado um dos mais importantes do país, é promovido pela Expocachaça. O anúncio da premiação aconteceu no último dia 20, durante uma live da organização.

A degustação às cegas do concurso avaliou as virtudes do blend como cor, viscosidade, aroma e sabor e concedeu destaque sensorial para a Cachaça Pai Vovô Ouro, que é uma bebida do puro caldo de cana-de-açúcar. O blend é envelhecido em barris de amburana, carvalho francês e americano.