Brasil

Partido de esquerda, PCO comemora ascensão do Talibã no Afeganistão: 'Enorme vitória'

Partido de esquerda, PCO comemora ascensão do Talibã no Afeganistão: 'Enorme vitória'

Legenda de extrema esquerda, o Partido da Causa Operária (PCO) fez uma publicação que causou perplexidade nas redes sociais ao comentar a crise vivenciada no Afeganistão, resultado da ascensão ao poder do Talibã. A sigla comemorou o fortalecimento do grupo extremista, que segundo a legenda simboliza derrota histórica do imperialismo.

Em crítica aos Estados Unidos, o PCO publicou a seguinte mensagem: “Ao bater em retirada, o imperialismo estadunidense revela a crise em que se encontra. Sem sombra de dúvida, o avanço do Talibã representa uma enorme vitória sobre os piores inimigos dos oprimidos de todo o planeta. Pelo fim das ocupações imperialistas!”, disse.

Diante dos ataques, membros do Diretório Nacional do PCO promoveram lives para justificarem o argumento defendido pelo partido. Os filiados argumentam que os EUA representam ao Afeganistão “um opressor mais tirano que os talibãs”.

O partido ressalta, porém, que não compactua com as ações do grupo extremista. No entanto, destacam que a derrota dos EUA é uma vitória “contra o maior inimigo da humanidade”.

Apoio a Lula

Além de elogiar o Talibã, o partido tem causado polêmica ao fazer campanha para o ex-presidente Lula, de defender o voto impresso e de convocar seguidores para se manifestarem contra Bolsonaro, a legenda é contra uma terceira via para 2022.

“Os golpistas planejam mais um golpe contra o movimento popular e operário. Para evitar a eleição da liderança mais popular do país, querem impor um candidato que substitua Bolsonaro apenas na aparência, mas que preserve seu conteúdo político”, escreveu o PCO com a hashtag #LulaPresidente.