Vida

'TIVE QUE BLINDAR OS CARROS': Sikera Jr acusa esquerda paraibana de perseguição e cita 'pressão' por sua demissão da TV; VEJA VÍDEO

'TIVE QUE BLINDAR OS CARROS': Sikera Jr acusa esquerda paraibana de perseguição e cita 'pressão' por sua demissão da TV; VEJA VÍDEO

O apresentador Sikera Jr revelou que foi perseguido por setores da esquerda paraibana enquanto esteve como apresentador na TV Arapuan, afiliada da RedeTV no estado. Em entrevista ao jornalista Luís Ernesto Lacombe, na última quinta-feira (10), ele disse que políticos pressionaram por sua demissão. Ele também informou que temeu pela vida e precisou blindar os carros particulares para manter a segurança de sua família.

As declarações do apresentador repercutiram no canal do youtube de Luis Ernesto Lacombe. Segundo o apresentador, a experiência na Paraíba serviu como uma “experiência anti-comunista para ele”. As perseguições, segundo o apresentador, seriam oriundas de partidos como PT, PSB e PC do B e do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra.

“Era um exército do ex-governador, que foi preso, ele é ladrão e todo mundo sabe disso. Ele quer ser candidato de novo. Foi muita pressão. A Creisi Hoffman (Gleisi Hoffmann) quis me aperrear, os “Sem Terra” exigiu minha demissão imediatamente”, disse o apresentador.  Segundo Sikera Jr, as perseguições teriam ocorrido porque “a mamata acabou” e esses grupos estariam incomodados com as opiniões dele.

Ainda durante a entrevista, o apresentador chamou os militantes de esquerda de “maconheiros” e “raça desgraçada”.  O apresentador Sikera Jr chorou ao se despedir dos paraibanos e da TV Arapuan, onde trabalhou por um ano e três meses. Ele deixou o programa Cidade em Ação em junho de 2019.

Veja vídeo: