Vida

Óleo volta a aparecer em seis estados nordestinos que já estavam limpos

Simone Santos/ Projeto Praia Limpa/Imagem Ilustrativa

A Paraíba é o único estado do Nordeste que não é atingida pelo óleo desde o final de outubro

Seis estados nordestinos que já haviam sido limpos voltaram a ter registros de óleo no litoral. Ceará, Rio Grande do Norte, Sergipe, Maranhão e Piauí ficaram apenas três dias sem o petróleo. Pernambuco, apenas um dia.

Simone Santos/ Projeto Praia Limpa/Imagem Ilustrativa

Além dos estados que novamente foram afetados, Bahia e Alagoas permanecem tendo registros do óleo diariamente. A Paraíba é o único estado do Nordeste que não é atingida pelo óleo desde o final de outubro. As informações são do jornal Extra.

Os dados são do Grupo de Acompanhamento e Avaliação (GAA), formado pela Marinha do Brasil (MB), Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O grupo ficou responsável por apurar o caso e conter danos.

De acordo com o grupo, há locais nos quais vestígios do óleo estão sendo encontrados e ações de limpeza estão em andamento. São eles: Luís Correia, no Piauí; Japaratinga, Barra de São Miguel, Feliz Deserto e Piaçabuçu, em Alagoas; Prado, Conde, Canavieiras, Igrapiúna, Ilhéus, Itacaré, Maraú, Una e Uruçuca, na Bahia; Linhares, no Espírito Santo; Ilha de Poldros, no Maranhão; Fortim, no Ceará; Nisia Floresta e Tibau do Sul, no Rio Grande do Norte; Paulista, São José da Coroa Grande e Tamandaré, em Pernambuco; Aracaju e Estancia, em Sergipe.

Até o momento, o Ibama contabilizou 4,5 mil toneladas de resíduos de óleo retiradas das praias até a última quinta-feira (14). A contagem inclui, também, a areia, as lonas, os EPI e outros materiais usados nas operações de limpeza. O produto é descartado pelas Secretarias de Meio Ambiente dos Estados.

Cerca de 200 pessoas, incluindo servidores de 25 municípios costeiros, receberam capacitação oferecida pelo governo do Rio de Janeiro para conter uma possível chegada do óleo ao estado.

No Espírito Santo, a praia mais ao sul do estado atingida pelo óleo é Formosa, em Aracruz, segundo o Ibama. O local está a pouco menos de 200 km da divisa com o estado do Rio de Janeiro, que corre o risco de ser afetado pelo petróleo.