Vida

Mais de 20 bois morrem de fome e sede em fazenda no Mato Grosso do Sul

Foto: PMA/Divulgação

A suspeita é de que eles tenham ficado de dois a três dias em pé no sol escaldante, sem água e sem comida

A Polícia Militar Ambiental (PMA) encontrou 23 bois mortos em uma fazenda em Terenos, no Mato Grosso do Sul. Os animais morreram de fome e sede.

Foto: PMA/Divulgação

A ação teve início em 25 de outubro e foi finalizada na última segunda-feira (4), após a polícia identificar e localizar o fazendeiro responsável pelos animais. O homem, de 36 anos, foi multado em R$ 23 mil por cada boi morto.

Os bois morreram porque não suportaram o transporte ao qual foram submetidos, sem água e alimento, para chegar à fazenda.

“Nesse calor de Mato Grosso do Sul os animais não aguentam as longas viagens sem uma logística apropriada. Suspeitamos que ficaram de dois a três dias em pé no sol escaldante, sem água e sem comida”, disse ao G1 o coronel Queiroz, da PMA.

Foto: PMA/Divulgação

De acordo com um capataz da fazenda, os bois vieram de Corumbá, no Mato Grosso do Sul, e chegaram bastante debilitados, sem chance de recuperação. Segundo ele, o transporte teria atrasado devido a entraves relacionados a notas fiscais, que não estariam totalmente apropriadas.

De acordo com a Polícia Militar Ambiental, na fazenda há pasto e água e, inclusive, outros animais foram vistos no local. Por essa razão, a Agência Sanitária Animal e Vegetal (Iagro) foi acionada pela polícia para avaliar a saúde dos bois que permanecem na fazenda.