Vida

Festival de cinema na França | Filme brasileiro ganha maior prêmio da mostra paralela de Cannes

Festival de cinema na França | Filme brasileiro ganha maior prêmio da mostra paralela de Cannes

O filme "A Vida Invisível de Eurídice Gusmão", do cearense Karim Aïnouz, ganhou o prêmio principal da mostra paralela Un Certain Regard, a segunda mais importante do Festival de Cannes. É a primeira vez que um filme brasileiro ganha o troféu da competição, dedicada a filmes mais arriscados que os da mostra principal.

Baseado no livro homônimo de Martha Batalha, o filme se passa no Rio de Janeiro da década de 1950, narrando a história de duas irmãs de personalidades bastante distintas: Eurídice (Carol Duarte) e Guida (Julia Stockler). A primeira sonha se tornar uma grande pianista, mas se casa e o marido machista a força a se tornar dona de casa. A outra foge de casa com uma paixão irresponsável, mas é abandonada depois que engravida.

Veja o trailer de "A Vida Invisível de Eurídice Gusmão"

UOL Entretenimento

Com vidas distintas, as duas se separam e perdem contato. Mas ambas sofrem diante de uma sociedade patriarcal, em que as mulheres têm uma série de limitações e papeis sociais bastante definidos.
Aïnouz é mais conhecido pela direção de filmes como "Madame Satã" (2002) e "Praia do Futuro" (2014).

Amanhã à noite (na França), durante a cerimônia de encerramento do festival, serão conhecidos os filmes premiados da competição principal. O brasileiro "Bacurau", de Kleber Mendonça Filho e Juliano Dornelles, disputa a Palma de Ouro, assim como "O Traidor", do italiano Marco Bellocchio, cofinanciado pela produtora brasileira Gullane.