Vida

Fazendeiro concorda com o discurso de Joaquin Phoenix no Oscar: 'Estamos desconectados'

Fazendeiro concorda com o discurso de Joaquin Phoenix no Oscar: 'Estamos desconectados'

Finlay fez os comentários em um artigo de opinião que ele escreveu para a Inews, intitulado “Os produtores de leite como eu podemos aprender muito com os veganos”

Foto: Joshua Roberts/Reuters

O discurso de Joaquin Phoenix (45) no Oscar, tem repercutido bastante no mundo, com muitas pessoas apoiando e se tornando veganas por conta do ator, assim como outras, principalmente fazendeiros, criticando as palavras do astro, que condenou a indústria laticínia no evento.

No entanto, recentemente, David Finlay, um produtor de leite orgânico na Escócia, resolveu dar razão ao ator, dizendo que sua indústria “pode aprender muito com veganos”.

Finlay fez os comentários em um artigo de opinião que ele escreveu para a Inews  intitulado “Os produtores de leite como eu podemos aprender muito com os veganos”. Ele escreveu o artigo um dia após o discurso de Phoenix, que destacou o sofrimento de vacas leiteiras ao receber o Oscar de  ‘Melhor Ator’  pelo filme Joker (Coringa).

Acho que ficamos muito desconectados do mundo natural. Muitos de nós somos culpados de uma visão de mundo egocêntrica e acreditamos que somos o centro do universo. Entramos no mundo natural e o saqueamos por seus recursos”, disse Phoenix.

O ator também acrescentou: “Achamos que temos o direito de inseminar artificialmente uma vaca e roubar seu bebê, mesmo que seus gritos de angústia sejam inconfundíveis. Depois, pegamos o leite dela, destinado ao filhote, e colocamos em nosso café e em nossos cereais ”.

No artigo, o fazendeiro diz que abandonar os laticínios teria “consequências ambientais e nutricionais (ao planeta)”. No entanto, ele concorda que as pessoas se desconectaram do mundo natural. “Conversar com pessoas de fora da nossa bolha desafia nossas suposições e nos torna seres humanos melhores” , escreveu ele.

Confira mais matérias de Joaquin Phoenix, AQUI. 

Nota da Redação: é importante esclarecer que o veganismo é um termo criado pela The Vegan Society em 1949 para descrever um estilo de vida alinhado com a defesa dos direitos animais. Para esta entidade, o veganismo é “uma forma de viver que busca excluir, na medida do possível e do praticável, todas as formas de exploração e de crueldade contra animais, seja para a alimentação, para o vestuário ou para qualquer outra finalidade”. O veganismo, em sua raiz conceitual, não se restringe unicamente à dieta, considerada vegetariana estrita, totalmente livre de qualquer produto ou ingrediente de origem animal. No entanto, com a popularização deste estilo de vida e do surgimento de novos termos, como dietas plant based (baseada em plantas, em tradução literal) e com o aumento considerável do uso do termo “vegano” por celebridades e influenciadores, optamos por reproduzir as mesmas informações fornecidas pelas fontes das matérias.