Vida

Estudo revela que 80% dos maiores produtores de carne estão investindo em alimentos veganos

Estudo revela que 80% dos maiores produtores de carne estão investindo em alimentos veganos
Foto: Livekindly/Reprodução

A mudança ocorreu primeiro com a empresa brasileira JBS. A decisão de lançar o produto vegano (carne à base de vegetais) é notável; o país exportou 1,64 milhão de toneladas de carne bovina no ano passado, tornando-se o principal exportador mundial de carne bovina.

A Tyson Foods ficou em segundo lugar na lista dos 10 maiores empresas produtoras de carne que estão comercializando produtos veganos. A Tyson investiu na marca de carne à base de vegetais Beyond Meat e nas marcas de carne cultivada em laboratório Memphis Meats e Future Meat Technologies. Nesta última, Tyson investiu 2,2 milhões de dólares. Justin Whitmore – vice-presidente executivo de estratégia corporativa e diretor de sustentabilidade da Tyson Foods – comentou que a empresa está “empolgada com esta oportunidade de ampliar a disposição de investir em novas e inovadoras maneiras de produzir proteína”.

“Continuamos a investir significativamente em nosso negócio tradicional de carne, mas também acreditamos em explorar oportunidades adicionais de crescimento que oferecem mais opções aos consumidores”, acrescentou.

A Tyson está indo além dos investimentos. A empresa líder no comércio de carnes planeja lançar uma linha de produtos veganos ainda este ano. A medida é um esforço para acompanhar as “mudanças na demanda dos consumidores”, afirmou a empresa. O ex-CEO da Tyson disse uma vez sobre o movimento vegano: “Se você não pode vencê-los, junte-se a eles, certo?”

A Cargill Meat Solutions ficou em terceiro lugar na lista de produtores de carne. A Cargill controla mais de 20% do mercado doméstico de carne da América e é o maior produtor de aves da Tailândia. No início deste ano, a Cargill investiu na empresa de agricultura celular Aleph Farms, que fabrica carne limpa sem morte de animais. A empresa também investiu na Memphis Meats e na empresa de proteínas veganas Puris.

Proteína Vegana Premium

A Sysco – classificada em quarto lugar – é o maior distribuidor de serviços de alimentos do mundo. Produz carne “in a box” (processada), carne moída, carne de porco fresca, vitela e cordeiro, para citar alguns. Mas em maio, a Sysco anunciou um novo empreendimento: uma linha baseada em vegetais chamada Sysco Simply. A linha inclui almôndegas veganas, leite de amêndoa, salsicha vegana além da massa de pizza de couve-flor.

No número cinco, vem a Smithfield Foods que é o maior produtor mundial de carne de porco. Recentemente, lançou sua primeira linha vegana, Pure Farmland. A linha oferece hambúrgueres à base de vegetais, carne moída, almôndegas e hambúrgueres de café da manhã.

A Hormel Foods, classificada como a sexta maior processadora de carne, lançou uma linha de carnes veganas chamada Happy Little Plants. Seu principal produto é a carne moída à base de soja que possui 20 gramas de proteína por porção. Jim Splinter – vice-presidente de estratégia corporativa da Hormel Foods – disse que o lançamento foi um esforço para “alinhar-se ao mercado dinâmico de hoje”.

A Perdue Farms, que ocupa o oitavo lugar, tem o objetivo de adicionar proteína vegana a sua linha de produção. “Nossa visão é ser o nome mais confiável em proteínas premium. Não estamos dizendo proteína premium ‘de carne’, apenas proteína premium. É para onde os consumidores estão indo”, disse o presidente da empresa, Jim Perdue, à IndustryWeek. A empresa de carne, com 98 anos de idade, está “explorando várias opções” dentro do cenário vegetal.

O número 10 é o ConAgra, especializado em salsichas frescas e curadas. Em 2000, a ConAgra comprou a marca Lightlife de carne à base de vegetais antes de vendê-la alguns anos depois. Em 2018, a ConAgra adquiriu a Gardein, produtora de frango vegano, frutos do mar, carne de porco e carne bovina. A ConAgra também possui a empresa de alimentos congelados Birds Eye. No início deste ano, a Birds Eye lançou sua primeira linha de carnes veganas no Reino Unido. A linha, chamada Green Cuisine, oferece hambúrgueres, almôndegas e salsichas à base de vegetais. Em julho, a Birds Eye lançou uma campanha publicitária de carne vegana de 2 milhões de libras.

Momento da carne vegana

As duas empresas entre as 10 principais que ainda não se interessaram em carne vegana são a National Beef Packing, no número sete, e o OSI Group, no número nove. No entanto, até eles podem mudar em breve. O Grupo OSI – que produz há muito tempo hambúrgueres de carne para grandes redes de fast-food como o McDonald’s – fez parceria com a Impossible Foods (do Impossible Burguer) em julho.

Falando sobre carne à base de vegetais, Kevin Scott – vice-presidente executivo sênior da OSI América do Norte – disse à Reuters: “A hora e o lugar da carne vegana são agora”. As informações são do Livekindly.