Vida

Crescimento do veganismo pode ajudar no combate à obesidade

Crescimento do veganismo pode ajudar no combate à obesidade
Pixabay

O crescimento de opções vegetarianas estritas, livres de ingredientes de origem animal, pode ser um grande aliado no combate à obesidade. A estimativa foi feita pela empresa Meatless Farm, uma das principais fornecedoras de carne vegetal do Reino Unido, em resposta a uma nova política britânica do combate ao excesso de gordura corporal, uma questão de saúde pública em todo o mundo.

O Reino Unido planeja gerenciar anúncios de alimentos não saudáveis e adotar uma política de transferência, exigindo a divulgação do número de caloria dos alimentos, incluindo em restaurantes. A Meatless Farm aponta que é um avanço, mas não será o suficiente, porque além de conscientizar a população, também é importante mostrar que há alternativas acessíveis e saudáveis.

O governo britânico afirma que é urgente que a obesidade seja combatida, pois há estudos suficientes que apontam que o excesso de gordura coloca as pessoas na faixa de risco para o contágio do novo coronavírus. “Viver com a obesidade coloca as pessoas em maior risco de doenças graves ou morte por Covid-19, com risco aumentando substancialmente à medida que o índice de massa corporal (IMC) aumenta”, disse o anúncio do governo.

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

E completa: “Quase oito por cento dos pacientes gravemente doentes com Covid-19 em unidades de terapia intensiva têm obesidade mórbida, em comparação com 2,9% da população em geral. Enquanto o governo continua a responder a essa pandemia global sem precedentes, os ministros [estabeleceram] um pacote abrangente de medidas para ajudar as pessoas a assumir o controle de seu próprio futuro, perdendo peso, ficando ativas e adotando um estilo de vida mais saudável”, concluiu.