Vida

Campanha arrecada ração para cães e gatos durante pandemia em Salvador (BA)

Campanha arrecada ração para cães e gatos durante pandemia em Salvador (BA)

O Hospital Veterinário HPET e o grupo Bombeiros Voluntários K9 iniciaram uma campanha de arrecadação de ração para cachorros e gatos abandonados em Salvador, na Bahia. A “Doação de Coração”, como foi nomeada a campanha, pretende alimentar animais que foram abandonados ou estão sem alimento por conta da pandemia de Covid-19.

Foto: Divulgação / Brigada K9 do Corpo de Bombeiros Voluntários

As doações estão sendo recebidas nas duas unidades do HPET, nas ruas Território do Guaporé e Paraná, no bairro da Pituba, e também através de um cupom de desconto, que permite a compra da ração a preço de custo, no site do hospital veterinário.

“Vamos iniciar as doações com 200 kg de ração ofertada pelo HPET. É um momento em que temos acompanhado muitos casos de abandono de animais em virtude da situação difícil da COVID-19. Animais esses, que ficam sem um lar e sem alimento. Nos juntamos a Brigada K9, que já desenvolve um trabalho incrível de colaboração com os animais em situação de re rua, e esperamos alcançar muitas doações”, explicou ao G1 o Diretor do HPET, Gustavo Rocha.

O comandante Emerson França, a Brigada K9 do Corpo de Bombeiros Voluntários de Salvador, contou que meia tonelada de ração já foi distribuída. A intenção é arrecadar mais 1,5 tonelada.

“Quando a gente viu o acontecimento da pandemia, nós sabíamos que alguns protetores que alimentam animais em Salvador teriam dificuldades. Bares e restaurantes, que costumam alimentar, estão fechados. Os animais passaram a revirar lixo. Fiz uma campanha, pedi ajuda para pessoas que nos dão auxílio. Fiz foto e vídeos. Vimos que os animais estavam passando fome. (…) Tem abrigo que a protetora não teve como sair, são senhoras de idade. Tem abrigo que distribuímos ração que tem 200 cães. Outros com 50”, contou.

Segundo o comandante, a quantidade de animais abandonados nas ruas também aumentou desde que o vírus chegou ao Brasil. Os abandonos são causados pela desinformação, gerada por fake news. Ao contrário do que dizem as falsas notícias, os cachorros e gatos não transmitem coronavírus, conforme alertou a Organização Mundial da Saúde (OMS). E abandoná-los configura crime.

“A gente viu que o número aumentou muito, assim como o número de maus-tratos. Pessoas com medo de que o animal transmitisse coronavírus. Já foi divulgado na imprensa, mas tem pessoas que não sabem que o animal não passa o vírus”, disse.

Além de distribuir ração, os bombeiros também investigaram uma denúncia de maus-tratos a animais no bairro Jardim Armação.

Nota da Redação: Cães e gatos não pegam nem transmitem o covid-19. Eles podem apenas pegar as versões canina e felina do coronavírus que não são transmissíveis aos humanos, segundo o que  atestam veterinários do mundo todo. O cão de Hong Kong que a princípio mostrou em exames ter “vestígios” da covid-19, morreu dois dias depois de ser constatado, por meio de testes mais complexos, que ele não portava o coronavírus humano. Ele era um cão idoso, com 17 anos, e os próprios especialistas de Hong Kong declararam que ele deve ter morrido devido ao estresse causado pela distância da família durante a quarentena.

No entanto, tutores infectados com covid-19 devem delegar os cuidados aos seus animais a outras pessoas e, se isso não for possível, usar álcool gel antes de acariciar seus cães e gatos, pois, pode haver uma contaminação superficial do pelo desses animais do mesmo modo que haveria num corrimão de escada, por exemplo. A ANDA tem se preocupado em passar as informações corretas, com embasamento da OMS – Organização Mundial da Saúde e de veterinários, a fim de evitar abandono e maus-tratos. Colabore também disseminando as informações corretas!