Vida

Amazon investe US$2 bilhões no combate às mudanças climáticas

Amazon investe US$2 bilhões no combate às mudanças climáticas
Divulgação

A Amazon anunciou a criação de um fundo de US$ 2 bilhões para combater as mudanças climáticas através do desenvolvimento de alimentos e tecnologia sustentáveis. O novo investimento faz parte do Climate Pledge da Amazon, projeto anunciado em setembro de 2019. A empresa espera tornar-se neutra em carbono até 2040 e atingir os objetivos do acordo climático de Paris.

O fundo investirá em empresas que fornecem produtos e soluções para mitigar os efeitos das mudanças climáticas e desenvolvem medidas de transição para uma economia de baixo carbono. Inicialmente, o Climate Pledge focará na geração, armazenamento e utilização de energia; transporte e logística; fabricação e materiais; economia circular; e comida e agricultura.

Sustentabilidade

FAÇA PARTE DO #DiaDeDoarAgora EM 5 DE MAIO

O foco da Amazon não é exatamente o desenvolvimento de alternativas veganas, no entanto, estudos apontam que o consumo de carnes e laticínios são extremamente prejudiciais para o meio ambiente. A pecuária gera 14,5% das emissões globais de gases do efeito estufa anualmente. É também a principal causa de desmatamento e poluição da água em todo o mundo.

Uma alimentação totalmente livre de crueldade contra os animais é muito mais ecológica. A maior análise de produção de alimentos já realizada, feita em 2018 e liderada pelo pesquisador da Universidade de Oxford Joseph Poore, confirmou que uma dieta baseada em vegetais é a maneira mais sustentável de comer. Vários empresários e grandes empresas investiram em carne vegana.

Apenas no primeiro trimestre de 2020, foram investidos quase US$ 1 bilhão no espaço alternativo de proteína, de acordo com um relatório do Good Food Institute (GFI). Isso superou todo o financiamento de US$ 824 milhões de 2019. Isso é apenas o começo, a pandemia de Covid-19 aumentou a conscientização sobre a alimentação vegana e segurança alimentar.