Tecnologia

Última superlua do ano ocorre nesta semana; saiba como observar

Última superlua do ano ocorre nesta semana; saiba como observar

Nesta semana você poderá observar a última superlua de 2020, chamada de 'Flower Moon' (Lua das Flores) nos EUA, devido às várias flores que desabrocham no hemisfério norte nesta época do ano. A Lua estará cheia em sua totalidade nesta quinta-feira (7). Para observar, basta olhar para o leste desde o pôr do Sol.

O ideal é estar no ponto mais alto de sua cidade, ou em um local com uma visão livre do horizonte, já que o contraste com prédios, montanhas e árvores à frente faz a Lua parecer muito maior do que de costume. Nada te impede de observar a superlua quanto ela estiver alta no céu, mas o efeito será menos impressionante.

Vai ter mais?

Segundo o astrólogo Richard Nolle, que cunhou o termo em 1979, uma superlua é qualquer Lua cheia que ocorre enquanto a Lua está a 90% ou mais de sua maior aproximação da Terra, o chamado Perigeu. Isso faz com que ela pareça até 15% maior e 30% mais brilhante do que o de costume.

O perigeu acontece regularmente a cada 28 dias. Entretanto, a ocorrência da Lua cheia no momento exato é mais rara. Em 2020 ela já ocorreu três vezes, em 9 de fevereiro9 de março e 8 de abril.

Depois disso, os eventos começam a se distanciar. Em junho, por exemplo, a Lua estará no perigeu no dia 3, mas só estará cheia no dia 5, quando já vai estar fora da posição “ideal”. Portanto, não é considerada uma superlua. Grande, talvez, mas não "super". O evento só voltará a ocorrer em 27 de abril de 2021.

Apps dão uma forcinha

Para saber o momento exato do pôr do Sol em sua cidade, basta perguntar ao Google: “OK Google, quando o sol vai se pôr hoje?”. Já para saber para onde olhar, basta usar um app de bússola.

Quem usa um iPhone não precisa de um app extra, basta usar o “Bússola”, que é parte do iOS. Para Android, uma boa opção é o “Apenas uma bússola”, da PixelProse SARL, que é bonito, simples, gratuito e, mais importante, sem anúncios.

Reprodução

Além da direção em que o celular está apontando, ele também indica o horário do nascer e do pôr do sol, sua altitude e até a intensidade do campo magnético próximo ao aparelho. Tudo isso em uma tela só.

Dicas para fotografar

Se você quiser registrar o fenômeno, veja este artigo com nossas dicas para fotografar a superlua. É tudo questão de usar um tripé e encontrar o momento certo.