Tecnologia

Os maiores erros na criação de novos produtos

Os maiores erros na criação de novos produtos

Por Millor Machado

Antigamente, era muito difícil criar um novo produto. Os desafios logísticos e de produção eram bastante complexos.

Já nos dias de hoje, é muito mais barato, principalmente quando se fala de produtos baseados em informação (software ou infoprodutos como cursos, mentorias, consultorias, etc.).

No entanto, apesar do custo de produção ter caído, existem 2 outras esferas que seguem muito difíceis: a comprovação da demanda e a viabilidade econômica.

Grande parte dos empreendedores colocam todas suas energias na viabilidade técnica e acreditam que “é só construir que as pessoas virão”.

Porém, o motivo de grande parte dos produtos falharem raramente é de engenharia e sim a criação de algo que ninguém quer.

De maneira geral, as maiores dificuldades estão relacionadas com a aceitação do produto pelo mercado.

Ao confiarem demais na existência da demanda, os empreendedores começam a se preocupar prematuramente com a escala e ficam grande parte do tempo construindo o produto antes de colher feedback de clientes reais.

Infelizmente, muitas pessoas subestimam a dificuldade da primeira venda e já querem pensar em dezenas, centenas ou até milhares de vendas antes de terem qualquer tipo de validação real de clientes.

Apesar de nós acharmos nosso bebê lindo, o que geralmente acontece é que o mercado não recebe tão bem assim. Com isso, muito tempo e dinheiro é gasto criando algo que ninguém quer.

Para evitar essas armadilhas, existem dois passos simples que você pode dar.

O primeiro deles é identificar o interesse sobre o tema.

Caso você produza conteúdo gratuito sobre o tema, as pessoas vão se interessar?

O segundo passo é identificar se as pessoas já fazem algo para resolver o problema ou se é somente “fogo de palha”.

Muitas vezes, as pessoas falam que querem uma solução, mas na hora H, não se comprometem de fato em colocá-la em prática.

Lembre-se: muito mais importante do que o cliente fala é como ele age. Ações falam mais alto do que qualquer palavra, por isso, tentar vender o mais cedo o possível é o melhor caminho para entender se de fato os clientes estão comprometidos com o seu produto.

Gostou do conteúdo e quer receber dicas diárias sobre vendas e gestão? É só me seguir no Instagram: @millor.machado.

Millor Machado assina a coluna sobre Liderança e Produtividade, no Inova360, parceiro do portal R7. É CEO e co-fundador do GPS de Gestão e possui uma extensa experiência como executivo e consultor, auxiliando líderes de diversos setores a atingirem melhores resultados. Tem um quadro sobre Liderança e Produtividade no programa de TV Inova360, na Record News.

LinkedIn: https://www.linkedin.com/in/millormachado/

Site: www.gpsdegestao.com.br