Tecnologia

Anel tecnológico pode prever sintomas de covid-19 dias mais cedo

Anel tecnológico pode prever sintomas de covid-19 dias mais cedo

As tecnologias "vestíveis" são tendência desde que os primeiros relógios inteligentes deram as caras e tornaram a interação com celulares ainda mais prática.

O uso para a saúde já é explorado por milhares de consumidores, que conseguem consultar os batimentos cardíacos, temperatura, qualidade do sono e até mesmo a oxigenação do sangue através de aplicativos simples e altamente acessíveis.

Por conta destas medições e da capacidade de armazenamento e monitoramento, pesquisadores da West Virginia University’s e do Rockefeller Neuroscience Institute dizem que o anel Oura, juntamente com um modelo de inteligência artificial, é capaz de identificar sintomas da covid-19 com 90% de acerto e com até 3 dias de antecedência.

Baseado nos dados fisiológicos captados pelo aparelho, o aplicativo desenvolvido pelos cientistas é capaz de detectar as variações condizentes com os sintomas do novo coronavírus, incluindo na avaliação até mesmo informações sobre estresse, ansiedade e outros aspectos cognitivos.

Os pesquisadores consideram a assertividade de 90% ainda muito baixa, já que deixaria um espaço grande para que pacientes assintomáticos pudessem espalhar a doença, mas veem no aplicativo um grande aliado:

“Nós achamos que esta plataforma vai ser vital para a proteção dos trabalhadores da saúde, dos primeiros-socorros e para as comunidades, conforme nós nos ajustamos para a vida na era da covid-19", comentou Ali Rezai, executivo do Rockefeller Neuroscience Institute ao site Engadget.

O aplicativo, atualmente, está em uso por mais de 600 profissionais da saúde e as instituições estão trabalhando para aumentar a escala de testes e alcançar mais de 10 mil participantes.

Leia também:
Saiba como se proteger do vírus no mercado, no elevador e no ônibus