Política

Tárcio Teixeira processa vereador Carlão por calúnia e injúria

Tárcio Teixeira processa vereador Carlão por calúnia e injúria

O presidente do PSOL na Paraíba, Tárcio Teixeira, protocolou queixa-crime contra o vereador Carlão da Consolação (DC), na última quarta-feira (13). Ele acusa o democrata cristão de calúnia, injúria e quebra de decoro parlamentar.

O crime do qual Carlão é acusado teria ocorrido no dia 19 de setembro deste ano, quando o vereador usou a tribuna da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP) para criticar Tárcio. Carlão chamou Tárcio de “canalha”, disse que o seu partido defende traficantes e criminosos, dentre outros xingamentos.

“Você seu canalha, sem vergonha, cretino, injusto, seboso, você não vale nada e usa do seu partido para defender cabra safado. Quero dizer a você, energúmeno, você se aproveita de suas ideologias para querer denegrir vereador que tem uma posição. Eu tenho posição seu canalha. Não vou me calar porque você entende ser doutor ou professor. Eu tenho posição seu cretino. Mas você praticou um crime, e por isso vai responder”, disse Carlão em trecho do pronunciamento.

A defesa de Tárcio ressalta o inciso III do artigo 141 do Código Penal, que aumenta em um terço a pena por crimes contra a honra se cometidas “na presença de várias pessoas, ou por meio que facilite a divulgação da calúnia, da difamação ou da injúria”.

“Vamos nos enfrentar no Judiciário. Já está o processo aberto por conta dos ataques desproporcionais que você faz à minha pessoa e à história da minha militância. É lá que você vai ter que se justificar, porque lá você não vai poder berrar, nem bater na mesa”, afirmou o dirigente do PSOL.

Entenda A fúria de Carlão se deu após pronunciamento de Tárcio Teixeira, no qual ele afirmou que os posicionamentos de Carlão e Eliza Virgínia na CMJP, contra a educação sexual e a população LGBT, favoreciam a pedofilia, a violência sexual e tráfico de crianças e adolescentes.

Confira o documento:

download 2 725x1024 - Tárcio Teixeira processa vereador Carlão por calúnia e injúria - VEJA VÍDEO