Política

SUCESSÃO MUNICIPAL: pleito de 2020 deve ser polarizado por ex-aliados de 2016 em Barra de São Miguel

SUCESSÃO MUNICIPAL: pleito de 2020 deve ser polarizado por ex-aliados de 2016 em Barra de São Miguel

Antigos adversários que selaram a paz e ex-aliados que romperam as relações políticas. Este é o cenário para as eleições do próximo ano, em Barra de São Miguel, no interior do Estado. Com cerca de cinco mil eleitores, o município é governado atualmente pelo prefeito João Batista, do PSB, que deve ser candidato à reeleição no próximo ano contra a ex-prefeita Lucy Costa. Ambos estiveram no mesmo palanque em 2016.

Batista venceu a última disputa com 56,09%, contra 43,91% de Wilson Costa, que foi candidato pelo PSDB. A palavra ‘adversários’ já não traduz mais a relação entre os dois. O ex-prefeito já chegou, inclusive, a elogiar a gestão municipal e não deve ser candidato na próxima disputa.

Se por um lado, os antigos adversários já não estão em lados opostos, João Batista e Lucy Costa já falam como adversários. Eles romperam por causa de divergências sobre a condução da disputa do próximo ano. Em entrevista ao Polêmica Paraíba, a ex-prefeita destacou as razões de entrar da briga pela prefeitura. “Para mim, o normal é honrar compromissos. Eu disse que ele ficasse com Deus. Houve compromissos que ele não pôde honrar. Não honrou dele fazer quatro anos e eu voltar. Minha intenção é realmente voltar a disputar, se Deus me conceder a graça e se for da vontade do povo “, ressaltou Lucy Costa.

O atual gestor lamentou o fato, mas confirmou o rompimento. Ele minimizou a questão e destacou avanços da administração em sua gestão. “Em apenas três anos da gestão, empreendendo e governando para o povo. Barra de São Miguel está transformada”, disse.  Para além do rompimento na gestão, no entanto, outro fator que deve influenciar nas eleições é a crise no PSB paraibano. Batista deve seguir os passos de João Azevêdo e ingressar em um novo partido. “Todo apoio a João”, confirmou o gestor.