Política

SUCESSÃO MUNICIPAL: o rompimento no PSB e as opções de João Azevêdo para PMJP

SUCESSÃO MUNICIPAL: o rompimento no PSB e as opções de João Azevêdo para PMJP

O governador João Azevêdo (sem partido) informou, na última quarta-feira (04), que vai apoiar um nome para disputar a Prefeitura de João Pessoa em 2020. A declaração do ex-socialista acontece após o pedido de desfiliação do PSB e o rompimento com o ex-governador Ricardo Coutinho, seu ex-padrinho político nas eleições de 2018. Uma afirmação com muitos significados, mas que também gera muitas perguntas.

O fim das relações políticas entre as duas principais lideranças do Estado muda quase que completamente o cenário eleitoral para a sucessão municipal na Capital paraibana. Há alguns meses atrás, João Azevêdo dizia que Coutinho seria o melhor nome para disputar a prefeitura e voltar a governar a principal cidade do estado, mas as hostilidades entre os dois azedaram de vez o último resquício de aliança que existia.

Algumas das lideranças mais importantes da disputa vindoura já declararam apoio ao governador João Azevêdo. Nesta sexta-feira (06), o deputado estadual Wilson Filho (PTB) reafirmou o apoio do seu partido ao governador, ao mesmo tempo que apontou como certa uma candidatura do partido nas eleições do próximo ano. O PTB deve contar com o apoio do Podemos em João Pessoa, que também apoia João.

Outro aliado do governador que pode disputar a prefeitura, é o deputado federal Efraim Filho (DEM). A sigla vem fortalecendo seus planos para as disputas municipais, e em João Pessoa não é diferente. O partido deseja deixar de lado o papel de coadjuvante para protagonizar a disputa. Além de Efraim Filho, o ex-vereador Raoni Mendes é cotado para disputar o pleito.

O Partido dos Trabalhadores ainda não decidiu quem será seu candidato, mas algumas lideranças do partido já defendem o nome do empresário Nelson Lira para a disputa. Partidários da legenda também já sinalizaram que vão apoiar João Azevêdo em meio ao fim do casamento no PSB. Antes, a sigla admitia apoiar uma candidatura de Ricardo Coutinho em 2020. Com o rompimento, essa pré-disposição muda de patamar.

Por fim, vale destacar os nomes de socialistas que estão com Azevêdo na briga dentro do jardim de girassóis: o vereador Tibério Limeira, o vereador Léo Bezerra e o secretário de esportes e deputado Licenciado, Hervázio Bezerra. Tanto Tibério como Hervázio são lembrados como nomes cotados para a disputa municipal e que podem, lá na frente, receber a consagração de João.

Certamente, a escolha de um candidato não se fazia tão urgente para João Azevêdo até alguns meses atrás, mas diante do novo cenário que se forma na política estadual, mexer as peças do tabuleiro é o principal mandamento quando se está às vésperas de uma disputa tão importante como é a eleição para a prefeitura de João Pessoa.

Quem será o escolhido do governador? Façam suas apostas.