Política

SUCESSÃO MUNICIPAL: Em Itabaiana, rompimento entre prefeito e vice vai levar três forças para a disputa em 2020

SUCESSÃO MUNICIPAL: Em Itabaiana, rompimento entre prefeito e vice vai levar três forças para a disputa em 2020

Sucessão municipal em Itabaiana / Arte: Polêmica Paraíba

A sucessão municipal deste domingo chega à região do Vale do Paraíba, na cidade de Itabaiana,  atualmente administrada pelo médico e prefeito Lúcio Flávio Araújo (PSB). Ele foi eleito em 2016 com 9.485 votos e deve disputar a reeleição em 2020 tendo como um dos adversários o atual vice-prefeito, José Sinval (PTB).

Itabaiana é mais um caso de cidade paraibana onde o vice está rompido com o atual gestor. Sinval é filho da ex-prefeita Euridice Moreira, mais conhecida como dona Dida, que governou a cidade entre os anos de 2004 e 2011. Ao Polêmica Paraíba, o petebista justificou que a candidatura é um anseio de lideranças oposicionistas.

“Não é uma candidatura individualizada, não é uma candidatura de uma pessoa, é de um grupo.  Minha mãe tem uma história política de mais de 40 anos (…). Temos serviços prestados e para a próxima eleição os aliados querem que possamos disputar justamente por isso, pois temos uma história”, destacou Sinval.

Apesar da divisão no grupo situacionista, o prefeito Lúcio Flávio admitiu que está confiante em dar continuidade à gestão e fez um balanço positivo do trabalho realizado pela administração.

“Nosso nome está à disposição do partido, e do projeto que representamos. Se entendermos que Itabaiana deseja continuar este trabalho de reconstrução e de resgate, certamente não nos omitiremos e nem nos furtaremos da responsabilidade que é a de tocar esse município, com todos os seus desafios”, disse o prefeito.

Uma terceira força política é representada pelo MB, que terá como candidato o vereador da bancada de oposição do município de Itabaiana, Cláudio Neto, que também é presidente provisório do partido. Ele assumiu a presidência da legenda recentemente e confirmou que pretende disputar a prefeitura da cidade em 2020.

“Nós nos colocamos como opção tendo em visto o trabalho que desenvolvemos na Câmara Municipal. Estamos fazendo tudo o que prometemos na campanha e nos colocamos como opção. Temos como proposta o enxugamento da máquina administrativa, acabar com essa história de apadrinhamento político e tornar a prefeitura mais eficiente”, informou Cláudio Neto.

Também do partido, o ex-prefeito Antônio Carlos é uma força a ser levada em conta. Na última disputa, ele ficou em segundo lugar, com 31,18% dos votos válidos, mas setores da oposição não veem chances de candidaturas dele em 2020, já que o ex-prefeito tem condenações em âmbito judicial. Ele não atendeu as ligações da reportagem.

Fonte: Polêmica Paraíba

Créditos: Polêmica Paraíba