Política

Líder do governo na Câmara | Bolsonaro diz que Major Vitor Hugo é 'reserva' para Ministério da Educação

Líder do governo na Câmara | Bolsonaro diz que Major Vitor Hugo é 'reserva' para Ministério da Educação

O presidente (sem partido) disse hoje que tem excelentes currículos para escolher o novo titular do Ministério da Educação e citou o deputado Major Vitor Hugo (PSL-GO), atual líder do governo na Câmara, como nome na "reserva" para ocupar o cargo.

Em entrevista à TV Brasil, Bolsonaro classificou o ministério como "complexo" e com problemas ao longo dos anos, citando especificamente o Pisa, principal avaliação de qualidade da educação básica do mundo.

"Muitas pessoas querem ser ministro para colaborar com o futuro do Brasil, mas quando vê o tamanho do problema (...) ninguém quer chegar lá dando murro em ponta de faca", disse.

"Tem excelentes currículos (...) Eu gostaria de decidir hoje. Não posso falar (nome) porque o mundo cai na cabeça desse favorito, hoje vou ter mais um contato, um candidato do estado de São Paulo, talvez seja ele, temos como reserva o major Vitor Hugo. É uma pessoa que tem uma capacidade muito grande de organização, em poucos dias estudou o ministério da Educação, mas vão cair em cima dele por ser major do Exército", acrescentou.

Bolsonaro citou o caso do ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, dizendo que, embora não seja médico, é um bom gestor na pasta.

O MEC está sem titular desde a no último dia 18 de junho, após o governo ser pressionado a fazer um gesto de trégua ao (Supremo Tribunal Federal (STF) — o ex-ministro chamou integrantes da Corte de em reunião ministerial.

Bolsonaro chegou a escolher o professor Carlos Alberto Decotelli para a pasta, mas dias depois ele entregou sua carta de demissão depois das acusações de inconsistências no currículo.

No domingo, o secretário de Educação do Paraná, Renato Feder, recusou o convite para assumir o comando da pasta.

* Com informações da Reuters e Estadão Conteúdo