Política

EXCLUSIVO: sistema de transportes ameaça parar em protesto contra a politicagem e a corrupção

EXCLUSIVO: sistema de transportes ameaça parar em protesto contra a politicagem e a corrupção

Por Rômulo Rocha - Do Blog Bastidores

______________________

- Os mais radicais do movimento pedem a exoneração de secretário de Estado. Luta é contra a concessão ilegal de permissões dentro da Secretaria de Transportes e influência política. Portanto, se o governo não agir, o sistema para

_______________________________

UM ATO SEM PRECEDENTES: QUEREM PARAR NA QUARTA-FEIRA

Uma reunião a ocorrer no Piauí Center Modas às 9h30 desta segunda-feira (17) pode vir a selar de vez a união inédita entre empresários de vans e ônibus que fazem o transporte intermunicipal no estado. 

Eles ameaçam parar em protesto às concessões ilegais de exploração de linhas pela Secretaria dos Transportes do Estado (SETRANS) a pedidos de políticos. 

A situação é um tanto delicada e envolve várias forças com poder não só de barganha, mas política e até, denunciam, junto ao judiciário. 

A pauta é basicamente duas: 

- revogação das autorizações ilegais para apaniguados de deputados - atos que estariam descumprindo, supostamente, ordem do Palacio de Karnak

- o fim da suposta influência de um ex juiz leigo do TRE que, hoje dono de empresa de vans, estaria usando de seu trâmite no judiciário para prejudicar membros do grupo que defende a correta competição no setor

UNIÃO

Além das vans intermunicipais, as empresas que ameaçam parar são a Transpiauí, Viação 7, Barroso, Fretur, Area Leão, Jurandi e Furtado. 

O dia D é na próxima quarta-feira (19).

Quarta-feira nós vamos parar o sistema, porque o secretário de transporte [Manoel Gustavo Costa de Aquino] e o diretor está fazendo tudo errado para beneficiar PT e PP. Não pode de forma alguma colocar vans ou ônibus sem licitação. As que já existem terão que passar por uma processo de adequação, mas o secretário insiste em fazer e estão mandando prender os carros da gente por perseguição”, bradou o presidente da Cooperativa dos Transportes Alternativos (COOMITAPI) Miranda Neto.

Em 10 de janeiro de 2020, o Blog Bastidores, do 180, havia publicado matéria intitulada “Politicagem: Secretaria de Transportes é alvo de denúncias por concessões ilegais de linhas”, na qual Miranda havia falado que a vice-governadora Regina Sousa havia sido avisada do que estava ocorrendo.

ORDEM, QUE ORDEM?

Segundo Miranda, atualmente, o Palácio de Karnak já teria dado a ordem para que a politicagem na pasta parasse, porém, nada teria mudado.

_Se a vice-governadora não resolver deve vir uma onda de protestos e denúncias. Para um governo onde cada pasta é um feudo, isso não é nada bom 

O interessante é que a concessão ilegal de exploração de linhas por vans irregulares ajuda a quebrar as empresas convencionais de ônibus também.
 

Ou seja, é o estado e sua politicagem ajudando a quebrar o empresariado, que oferta empregos.

Um ofício encaminhado ao secretário de Transporte pedido providências - segue abaixo - evidencia alguns nomes de quem pede tais concessões e cita alguns beneficiados, além de que afirma que a Procuradoria Geral de Justiça (PGJ) está aguardando informações sobre o caso. 

Essa é a primeira vez, em vinte cinco anos, que empresários de vans (alternativos) e do setor de ônibus (convencional), legalizados, se unem em prol de uma causa.