Política

Eduardo Carneiro lamenta demissão de 1,2 mil trabalhadores em Campina Grande e cobra política para preservação de empregos na Paraíba

Eduardo Carneiro lamenta demissão de 1,2 mil trabalhadores em Campina Grande e cobra política para preservação de empregos na Paraíba

O presidente da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico, o deputado estadual Eduardo Carneiro (PRTB), pediu informações à Companhia de Desenvolvimento da Paraíba (Cinep) sobre as medidas que estão sendo adotadas para evitar o fechamento de postos de empregos na Paraíba. Ele lamentou que nos últimos dois dias Campina Grande tenha perdido 1,2 mil postos de trabalho com desligamento de funcionários anunciados pelas empresas Coteminas e Alpargatas.

“Sabemos que ainda vivemos uma grande crise econômica e que temos um grande número de desempregados. Então, é preciso que o Governo tenha um plano muito claro para manter e atrair empresas para o nosso Estado, além de ter políticas eficazes para manter empregos. Nós vamos fazer essa discussão dentro da Frente Parlamentar de Empreendedorismo e Desenvolvimento Econômico, pois queremos colaborar com o desenvolvimento da Paraíba, através da geração e manutenção de emprego e renda”, disse o parlamentar.

A Paraíba perdeu mais de 8 mil postos de empregos com carteira assinada no primeiro trimestre de 2019, de acordo com os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged). O mercado de trabalho paraibano admitiu 28.802 pessoas e demitiu 37.299, gerando um saldo negativo de 8.497 vagas.

Conforme os dados, os setores da indústria da transformação e da agropecuária foram os que mais perderam postos. De janeiro a março foram 3.519 contratações e 8.141 demissões no setor da indústria da transformação; e 383 contratações e 4.417 demissões no setor de agropecuária.

Fonte: Polêmica Paraíba

Créditos: Polêmica Paraíba