Política

'AINDA NÃO IREMOS PARA AS RUAS': Presidente da CUT-PB afirma que fará debate qualificado com trabalhadores sobre reformas do governo federal

'AINDA NÃO IREMOS PARA AS RUAS': Presidente da CUT-PB afirma que fará debate qualificado com trabalhadores sobre reformas do governo federal

Capturarbvg - 'AINDA NÃO IREMOS PARA AS RUAS': Presidente da CUT-PB afirma que fará debate qualificado com trabalhadores sobre reformas do governo federal

O presidente da Central Única dos Trabalhadores da Paraíba (CUT-PB), Paulo Marcelo de Lima, falou com a reportagem do Polêmica Paraíba nesta terça-feira (15), sobre as mudanças que estão previstas para serem postas em prática pelo governo de Bolsonaro e que impactarão os trabalhadores.

“Estamos esse primeiro momento promovendo um debate, escutando as pessoas e os problemas pelos quais poderão passar com as modificações que o governo federal quer fazer mas ainda não foram publicizadas. Precisamos nos fundamentar e nos embasar antes de tomar qualquer decisão ”.

Paulo Marcelo afirmou que por enquanto não haverá protestos nas ruas, mas tem se reunido com grupos de trabalhadores para fazer um debate qualificado sobre as reformas pretendidas pelo governo federal.

“Estamos nos organizando, dialogando ainda porque o ano está começando agora e em fevereiro começaremos os debates, ouvindo a sociedade, conversando com as pessoas fazendo pequenas reuniões, até fazer atos substanciais. Estamos sentindo a classe trabalhadora para tomar decisões para poder ir protestar nas ruas, porque várias categorias serão afetadas pelas reformas. Quais categorias sofrerão com as mudanças e precisamos saber quais categorias vão ser afetadas de fato para poder fazer um debate qualificado”.

O presidente reiterou que o que a CUT defende é saber qual será o prejuízo real e o que afetará na prática os trabalhadores. “Porque os militares vão ficar de fora da reforma? Porque que tem trabalha no ‘chão da obra’ mesmo entrará na reforma e os militares não?”, questionou o dirigente.

Paulo Guedes anuncia que vai reformar a previdência, privatizar estatais e simplificar tributos

Raquel Dodge emite pareceres em série contra a reforma trabalhista

Proposta do governo para reforma da Previdência será apresentada neste mês, diz Bolsonaro

Fonte: Polêmica Paraíba

Créditos: Polêmica Paraíba